Marília Arraes afirma que o PSB não tem compromisso ideológico

Pré-candidata ao governo de Pernambuco, a vereadora Marília Arraes rechaçou qualquer aliança entre PT e PSB e criticou grupo de Armando e FBC

Marília é pré-candidata ao governo estadual
Foto: Ashlley Melo/Acervo JC Imagem

Da Editoria de Política
Jornal do Commercio

Em busca de consolidar sua candidatura ao governo de Pernambuco pelo Partido dos Trabalhadores, a vereadora do Recife Marília Arraes dispara críticas para todos os lados, tanto para o PSB, do atual governador Paulo Câmara, quanto para grupo de oposição formado por nomes do DEM, MDB, PSDB e PTB.

Durante a abertura dos trabalhos legislativos da Câmara do Recife, na manhã desta quinta-feira (1º), a petista afirmou que o grupo encabeçado pelos Armando Monteiro e Fernando Bezerra Coelho é 'falso e vago'. "Somos candidatura de oposição, é importante ressaltar. Somos um grupo que desde a eleição do atual governador estamos na oposição, então essa nova oposição é algo muito vago e falso em relação ao povo. Temos dois grupos de oposição com linhas ideológicas opostas", comentou.

Armando fez gesto recente a favor de uma pré-candidatura a governadora de Marília Arraes. “Eu gostaria muito de ver a candidatura dela consolidada”, enfatizou. A oposição tenta levar a disputa deste ano para o segundo turno, o que seria possível com dois nomes de oposição a Paulo Câmara. Com o PT em um palanque próprio isso seria possível.

PT E PSB

Questionada sobre uma possível aliança entre PT e PSB, a vereadora lembrou que há uma definição na executiva estadual em torno de definição de candidatura própria. Ela ainda disse que os socialistas não possuem compromisso ideológico. "O PSB é um partido que tem facilidade de flexibilizar seu projeto ideologicamente, aliás é um partido que hoje em dia não tem compromisso ideológico nenhum. Estamos buscando alianças dentro do nosso campo político entre partidos que aceitem se coligar conosco desde que não tenhamos que flexibilizar nossa linha ideológica e compromissos de transformação da sociedade da forma como nós acreditamos que deve ser, diferentemente do PSB que pretende fazer, como já fez, um agrupamento de partidos que não tem identidade ideológica entre si, somente com objetivo de se manter no poder", comentou.

No mesmo evento, o prefeito do Recife, Geraldo Julio, disse que o PSB está aberto ao diálogo com outros partidos, incluindo o PT.

Comentários

POSTAGENS MAIS ACESSADAS

MENDONÇA FILHO VOLTA A SER ESCRACHADO: ‘XÔ, GOLPISTA’

Suspeitos de assalto a banco são mortos em tiroteio com PMs no Sertão

BLITZ DO DETRAN EM SANTA CRUZ DO CAPIBARIBE. A POLÊMICA CONTINUA

EDUARDO DA FONTE ARTICULA CANDIDATURA DE CLEITON BARBOZA PARA DEPUTADO ESTADUAL

CHEIA NO RIO CAPIBARIBE