Postagens

Mostrando postagens com o rótulo Google

Facebook e Google, os novos Leviatãs

Imagem
por Carlos Drummond Carta Capital As gigantes da internet lideram a escalada das multinacionais sobre o Estado e a sociedade A definição de poder de monopólio e a legislação da União Europeia são superiores às dos Estados Unidos e resultaram no maior processo da história do Google O crescimento do Facebook e do Google ameaça a economia e a sociedade, alertou o bilionário George Soros em Davos em seu discurso anual sobre as perspectivas mundiais, mas os monopólios globais da tecnologia da informação são só a parte mais vistosa de um problema de proporções imensas. Com crescimento desenfreado em especial a partir dos anos 1980, as multinacionais conquistaram um poder sem precedentes e exercem controle indireto sobre os Estados Nacionais e as sociedades. As megaempresas transnacionais  são os novos Leviatãs, na definição cunhada em 2005 pelos economistas Alfred D. Chandler e Bruce Mazlish, que consideraram o poderio do bloco privado superior ao do Estado Nacional, ro

SET EXPO 2017 abre as portas para atender revolução digital

Imagem
Indústria de produção audiovisual e broadcasting deve pensar não em TV, mas em vídeo, acredita Google Brasil. Governo japonês louvou resultados do desligamento analógico em grandes cidades como São Paulo, ação liderada pela SET. São Paulo, 22 de agosto de 2017 – Durante a cerimônia de abertura do SET EXPO, o presidente do Google Brasil, Fábio Coelho, mostrou como a tecnologia de transmissão e consumo de conteúdos transformou o paradigma para novas e já estabelecidas companhias de produção e broadcasting. O evento, que vai de 21 a 24 de agosto, no Expo Center Norte, combina a exposição nos estandes com o 29º Congresso de Tecnologia. De acordo com a apresentação do executivo do Google, o aparelho de TV ainda é a principal tela, mas seu uso parou de crescer. Em 2015, nos Estados Unidos, por exemplo, 60% dos millennials (nascidos entre meados dos anos 1980 e os anos 2000) ainda preferiam a televisão, mas 26% optavam pela tela de um computador. Aparelhos móveis eram 14% da p

Ninguém quer explicações. Querem mesmo é ver sangue.

Imagem
Por Robério Correia* Nunca foi tão trabalhoso explicar algo tão simples. Passei boa parte do fim de semana e, começo desta que segue, tentando mostrar a alguns amigos, pessoais e virtuais, o POR QUE do governo brasileiro ter pedido ao governo indonésio a não aplicação da pena de morte ao brasileiro condenado.  Isso já me ENCHEU o SACO. Qualquer ser humano normal, falo em nome de quase TODOS os países ditos ‘civilizados”, inclusive os do chamado “primeiro MUNDO” e que condenam toda e qualquer espécie de barbárie. Até que me provem o contrário, tirar uma vida de forma banal, sem dar direito de defesa, é assassinato. Não importa o grau de periculosidade do réu.  A maioria dos sedentos por sangue, ou melhor, TODOS, sem exceção, que vibraram com o fuzilamento, mesmo depois de incansáveis explicações, ainda acham que o governo brasileiro pediu o perdão e o retorno do sujeito pra casa em liberdade. O que nem merece explicação. Se quer continuar sendo BURRO, que continue se auto-eng

Google tem relatório com todos os lugares onde você esteve; confira com os seus próprios olhos

Imagem
Da Super Bruno Garattoni Se você usa um celular Android, o Google monitora a sua localização. Talvez você já soubesse disso. Mas ao ver a lista compilada pelo Google, você provavelmente vai levar um susto. Ela mapeia todos os seus passos, 24 horas por dia, dia após dia, mês após mês, ano após ano – e organiza numa espécie de calendário. Clique aqui para conferir . Inclui absolutamente tudo. O Google vigia a sua localização para fornecer “serviços relevantes”, como resultados de busca relacionados ao lugar onde você está. É legítimo, e não é exclusividade do Android (desde 2011, sabe-se que o iPhone faz algo similar ). Mas também é meio perturbador – pois o celular transmite a sua localização mesmo se você estiver com o Google Maps fechado e o GPS desligado. Um prato cheio para os robôs do Google (que já têm acesso aos seus emails, chats, buscas e até navegação na internet), e um banquete tentador para os espiões da NSA. Há quem diga que quem não deve não teme. Mas se você acha q

Google homenageia aniversário de 54 anos de Ayrton Senna

Imagem
Neste ano de 2014, além de celebrar o aniversário, o Instituto Ayrton Senna relembra 20 anos da morte do ídolo nacional Do JC Online Internautas que entraram no Google nesta sexta-feira (21) viram, em vários países do mundo, a homenagem feita ao consagrado piloto brasileiro Ayrton Senna. Uma arte em verde e amarelo com o rosto do piloto fazia menção ao aniversário de 54 anos de Senna, que nasceu em 21 de março de 1960. Neste ano de 2014, além de celebrar o aniversário, o Instituto Ayrton Senna relembra 20 anos da morte do ídolo nacional. O piloto tricampeão mundial teve 41 vitórias e 65 pole-positions no esporte que o deu fama no mundo inteiro. Foram 2.982 voltas na liderança. "Vocês nunca conseguirão saber como um piloto se sente quando vence uma prova. O capacete oculta sentimentos incompreensíveis", dizia Senna. GP do Japão, primeiro títuto de Ayrton Senna na Fórmula 1:                                          Junto aos jogadores de futebol Pelé e