PERNAMBUCO LIBERA VENDA E CONSUMO DE BEBIDAS NAS ELEIÇÕES

sexta-feira, 30 de setembro de 2016



Pela segunda vez nas eleições, Pernambuco não vai proibir a venda e o consumo de bebida alcoólica no dia da votação no pleito municipal, no próximo domingo (2); "Muito efetivo era empenhado para coibir o consumo da bebida e prejudicava até o policiamento das eleições", argumentou o secretário de Defesa Social de Pernambuco, Alessandro Carvalho; este ano, o efetivo das polícias estaduais para as eleições é 11% menor que o empregado em 2014, ano do último pleito

Sumaia Villela, correspondente da Agência Brasil - Pela segunda vez nas eleições, Pernambuco não vai proibir a venda e o consumo de bebida alcoólica no dia da votação no pleito municipal, no próximo domingo (2). A decisão, anunciada hoje (29) em entrevista coletiva sobre o esquema de segurança planejado para as eleições, foi tomada para que as forças policiais sejam direcionadas a outros serviços.

"Muito efetivo era empenhado para coibir o consumo da bebida e prejudicava até o policiamento das eleições", argumentou o secretário de Defesa Social de Pernambuco, Alessandro Carvalho. A decisão já foi tomada nas eleições de 2014 em Pernambuco. Segundo o Carvalho, a liberação foi acordada entre a Secretaria de Defesa Social, o Tribunal Regional Eleitoral e a Procuradoria Regional Eleitoral. "Isso não impede que um juiz eleitoral entenda que é necessário decretar a Lei Seca na cidade, e, se isso ocorrer, nós iremos cumprir a determinação."

Este ano, o efetivo das polícias estaduais para as eleições é 11% menor que o empregado em 2014, ano do último pleito. De acordo com o secretário, a mudança na logística de distribuição das urnas foi o principal fator para a redução. Entre as atribuições da Polícia Militar (PM) está a segurança das urnas. Alessandro Carvalho explicou que antes os equipamentos era instalados nos locais de votação no dia anterior, o que demandava um grande efetivo.

"Por exemplo: você tem um centro regional com 200 urnas. Eu só preciso de dois policiais militares para tomar conta delas. Se essas urnas forem para 100 locais distintos de votação com uma antecedência que não é necessária, eu precisaria de 200 policiais militares para tomar conta disso. Então foi um ajuste feito em comum acordo com o Tribunal Regional Eleitoral para otimizar", detalhou o secretário.

Agora, apenas os locais mais distantes recebem a urna um dia antes. A distribuição aos pontos mais próximos dos subcentros, onde os aparelhos são armazenados no interior do estado, será feita no domingo de votação. "Menos policiais empregados nas eleições são mais policiais nas ruas para tomar conta da segurança como um todo", destacou Carvalho. Ao todo, existem 3.302 locais de votação no estado.

Também foi planejada uma distribuição de efetivo com base no histórico de ocorrências nos dois últimos pleitos, de 2014 e 2012. Municípios com menos risco de conflitos terão um menor efetivo empregado.

Ao todo, 12.111 policiais militares participam do esquema de segurança das eleições – segundo a Secretaria de Defesa Social, cerca de 80% da tropa. Parte do efetivo já começou a trabalhar hoje. Trezentos PMs viajaram para o sertão a fim de tomar conta das urnas que saíram da capital e estão guardadas nos subcentros no interior do estado. Amanhã (30) mais 700 militares seguem para o Agreste e Zona da Mata.

A Polícia Civil atuará com 945 profissionais, dos quais 171 são delegados, 136 escrivães e o restante é agente. Um total de 124 delegacias, sendo 102 no interior e 22 na região metropolitana do Recife, funcionarão em regime de plantão.

A Polícia Federal (PF) também vai atuar no pleito. A corporação é responsável por investigar todos os casos de crime eleitoral quando a Justiça Eleitoral determinar. "Estamos com várias equipes já fazendo levantamentos, sempre a pedido do juiz eleitoral e do Ministério Público Eleitoral, e agora, mais próximo da eleição, nós temos equipes que estão sendo deslocadas para pontos do interior que vão ficar à disposição da Justiça Eleitoral", anunciou o superintendente da PF em Pernambuco, Marcello Diniz Cordeiro.

Este ano, não haverá emprego de tropas federais em municípios pernambucanos. "O presidente do tribunal recebeu alguns pedidos de tropas federais, mas juntamente com o coronel Gondim [assessor de segurança do TRE], foi analisado que no momento não seria necessário o envio de tropas federais, porque a Polícia Militar tem condições de dar garantias ao pleito, segundo nosso presidente", explicou o assessor da presidência do TRE, Henrique Melo.

Santinhos

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE/PE) vai empregar 215 juízes eleitorais para o período de votação – 64 deles extras, em locais onde não há juiz determinado, como distritos de grandes cidades do interior. O assessor Henrique Melo ressaltou que uma estratégica comum de candidatos, o despejo de grande quantidade de santinhos e outros materiais de campanha em locais de votação na madrugada ou no dia da votação, virou crime eleitoral com a Lei 13.165/2015.

"Se forem apanhados em flagrante delito serão encaminhados ao juiz eleitoral para que ele tome as devidas providências", avisou o servidor do TRE. Segundo Henrique Melo, o candidato também pode ser penalizado se tiver sido ele quem mandou espalhar o material. "Ele pode ser acusado de abuso de poder econômico e pode sofrer uma ação que vai impugnar o mandato dele."

DESEMPREGO EXPLODE COM TEMER E MEIRELLES



Índice bateu mais um recorde histórico sob o comando de Michel Temer na presidência e de Henrique Meirelles na Fazenda; a taxa de desemprego ficou em 11,8% no trimestre encerrado em agosto, segundo dados divulgados nesta sexta-feira 30 pelo IBGE; esta é a maior taxa da série histórica, que começou no primeiro trimestre de 2012; o índice aumentou em relação ao registrado no trimestre anterior, de março a maio, quando ficou em 11,2%, e também em comparação ao trimestre encerrado em agosto de 2015, que atingiu 8,7%

247 - O desemprego no Brasil bateu mais um recorde histórico sob o comando de Michel Temer e seu chefe da economia, o ministro Henrique Meirelles. O índice ficou em 11,8% no trimestre encerrado em agosto, segundo dados divulgados nesta sexta-feira 30 pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Esta é a maior taxa da série histórica, que começou no primeiro trimestre de 2012. O índice aumentou em relação ao registrado no trimestre anterior, de março a maio, quando ficou em 11,2%, e também em comparação ao trimestre encerrado em agosto de 2015, que atingiu 8,7%.

Confira o texto divulgado pelo IBGE:

A taxa de desocupação foi estimada em 11,8% no trimestre móvel encerrado em agosto de 2016. Isso representa um crescimento de 0,6 ponto percentual (p.p.) em relação ao período entre março e maio deste ano (11,2%). Na comparação com o mesmo trimestre móvel do ano anterior, junho a agosto de 2015, quando a taxa foi estimada em 8,7%, o quadro também foi de elevação (3,0 p.p.).

A população desocupada (12,0 milhões) cresceu 5,1% em relação ao trimestre de março a maio de 2016 (11,4 milhões), um aumento de 583 mil pessoas. No confronto com igual trimestre do ano passado, esta estimativa subiu 36,6%, significando um acréscimo de 3,2 milhões de pessoas desocupadas na força de trabalho.

Já a população ocupada (90,1 milhões) caiu 0,8% frente ao trimestre de março a maio de 2016, um decréscimo de 712 mil pessoas. Em comparação com igual trimestre do ano passado, quando o total de ocupados era de 92,1 milhões de pessoas, foi registrado declínio de 2,2%, significando redução de aproximadamente 2,0 milhões de pessoas no contingente de ocupados.

O número de empregados com carteira assinada (34,2 milhões) não apresentou variação estatisticamente significativa em comparação com trimestre de março a maio de 2016. Frente ao trimestre de junho a agosto de 2015, houve queda de 3,8%, o que representou a perda de cerca de 1,4 milhão de pessoas com carteira assinada.

O rendimento médio real habitualmente recebido em todos os trabalhos (R$ 2.011) registrou estabilidade frente ao trimestre de março a maio de 2016 (R$ 2.015) e também em relação ao mesmo trimestre do ano anterior (R$ 2.047).

A massa de rendimento real habitualmente recebida em todos os trabalhos (R$ 177,0 bilhões de reais) não apresentou variação significativa em relação ao trimestre de março a maio de 2016, mas recuou 3,0% frente ao mesmo trimestre do ano anterior.

A publicação completa da PNAD Contínua pode ser acessada aqui.

Os indicadores da Pnad Contínua são calculados para trimestres móveis, utilizando-se as informações dos últimos três meses consecutivos da pesquisa. A taxa do trimestre móvel terminado em agosto de 2016 foi calculada a partir das informações coletadas em junho/2016, julho/2016 e agosto/2016. Nas informações utilizadas para o cálculo dos indicadores para os trimestres móveis encerrados em julho e agosto, por exemplo, existe um percentual de repetição de dados em torno de 66%. Essa repetição só deixa de existir após um intervalo de dois trimestres móveis. Mais informações sobre a metodologia da pesquisa estão disponíveis aqui.

Fonte: IBGE, Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua.

No trimestre de junho a agosto de 2016, havia aproximadamente de 12,0 milhões de pessoas desocupadas no Brasil, um aumento de 5,1% (583 mil pessoas) frente ao trimestre de março a maio de 2016, quando a desocupação foi estimada em 11,4 milhões de pessoas. No confronto com igual trimestre do ano passado esta estimativa subiu 36,6%, significando um acréscimo de 3,2 milhões de pessoas desocupadas na força de trabalho.
Pessoas de 14 anos ou mais de idade, desocupadas na semana de referência

Brasil - 2012/2016 (em mil pessoas)

Fonte: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de Trabalho e Rendimentos, Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua.

O contingente de ocupados foi estimado em aproximadamente 90,1 milhões no trimestre de junho a agosto de 2016. Essa estimativa ficou menor quando comparada com o trimestre de março a maio de 2016 (um decréscimo de 712 mil pessoas). Em comparação com igual trimestre do ano passado, quando o total de ocupados era de 92,1 milhões de pessoas, houve declínio de 2,2%, uma redução de aproximadamente 2,0 milhões de pessoas.

O número de empregados no setor privado com carteira de trabalho assinada, estimado em 34,2 milhões de pessoas, não apresentou variação estatisticamente significativa em comparação com trimestre de março a maio de 2016. Contudo, frente ao trimestre de junho a agosto de 2015 registrou queda de 3,8%, o que representou a perda de cerca de 1,4 milhão de pessoas com carteira assinada.

A categoria dos empregados no setor privado sem carteira de trabalho assinada (10,2 milhões de pessoas) ficou estável em relação ao trimestre de março a maio de 2016 e, frente ao mesmo período do ano anterior, também se manteve estável.

O contingente de trabalhadores domésticos (6,1 milhões de pessoas) diminuiu 2,5% em relação ao trimestre de março a maio de 2016 (um decréscimo de 158 mil pessoas). Frente ao mesmo período do ano anterior, junho a agosto de 2015, manteve-se estável.

Os empregados no setor público, estimados em 11,4 milhões de pessoas, cresceram 1,6%, mais 178 mil pessoas em relação ao trimestre de março a maio de 2016. Frente ao mesmo período do ano anterior, não registrou variação estatisticamente significativa.

O contingente de empregadores (3,9 milhões de pessoas) aumentou 4,8%, mais 179 mil pessoas em relação ao trimestre de março a maio de 2016. Em relação ao mesmo período do ano anterior, o contingente de empregadores manteve-se estatisticamente estável.

A categoria dos trabalhadores por conta própria, estimada em 22,2 milhões de pessoas, caiu 3,2% em relação ao trimestre de março a maio de 2016 (menos 739 mil pessoas). Na comparação com o trimestre de junho a agosto de 2015 constatou-se estabilidade.

Na análise do contingente de ocupados por grupamentos de atividade, em relação ao trimestre de março a maio de 2016, ocorreu retração de 1,9% na indústria geral (-229 mil pessoas), de 3,3% na construção (-249 mil pessoas), e de 2,8% nos Serviços Domésticos (-177 mil pessoas). Verificou-se aumento de 1,9% no grupamento de administração pública, defesa, seguridade social, educação, saúde humana e serviços sociais (acréscimo de 294 mil pessoas). Nos demais, não se observou variação estatisticamente significativa.

Na comparação com o trimestre de junho a agosto de 2015, houve redução de 2,8% na agricultura, pecuária, produção florestal e pesca (-272 mil pessoas), de 11,0% na indústria geral (-1,4 milhão de pessoas) e de 9,4% na informação, comunicação e atividades financeiras, imobiliárias, profissionais e administrativas (-996 mil pessoas). Verificou-se aumento de 4,4% em transporte, armazenagem e correio (188 mil pessoas), de 5,3% em alojamento e alimentação (232 mil pessoas) e de 3,5% em administração pública, defesa, seguridade social, educação, saúde humana e serviços sociais (538 mil pessoas). Os demais grupamentos não se alteraram.

O rendimento médio real habitualmente recebido em todos os trabalhos pelas pessoas ocupadas foi estimado em R$ 2.011.

Em relação ao trimestre de março a maio de 2016, houve queda do rendimento médio para os empregadores (-5,0%). Nas demais posições na ocupação não houve variação estatisticamente significativa. Na comparação com o trimestre de junho a agosto de 2015, os ocupados como empregador (-10,0%) tiveram queda no rendimento médio real habitual. Os empregados no setor privado sem carteira assinada e os empregados no setor público apresentaram acréscimos em seus rendimentos (5,0% e 3,6%, respectivamente). As demais categorias apresentaram-se estáveis nos seus rendimentos médios.

Na comparação com o trimestre de março a maio de 2016, os rendimentos médios de todos os grupamentos de atividade permaneceram estáveis. Frente ao mesmo trimestre do ano anterior, o único grupamento que apresentou queda em seu rendimento médio foram os outros serviços (-5,7%). Os demais não registraram variação significativa.

A massa de rendimento médio real habitualmente recebido em todos os trabalhos pelas pessoas ocupadas foi estimada em R$ 177,0 bilhões de reais, não apresentando variação significativa em relação ao trimestre de março a maio de 2016, e recuo de 3,0% frente ao mesmo trimestre do ano anterior.

ENTREVISTA COM O SECRETÁRIO DE DEFESA SOCIAL DO ESTADO DE PERNAMBUCO

O Secretário de Defesa Social, Alessandro Carvalho, esteve em Santa Cruz do Capibaribe e respondeu a alguns questionamentos. Os repórteres perguntaram sobre as diversas promessas que não foram cumpridas e quando ocorrerá, realmente, uma melhora na segurança da cidade.
Paulo Viana, do Programa Chumbo Grosso, nos cedeu a entrevista.

Pilares para uma vida vitoriosa – Parte III, por Dario Gomes*

quinta-feira, 29 de setembro de 2016

Amor

DARIO GOMES
I Corintios 13:13 - Agora, pois, permanecem a fé, a esperança e o amor, estes três, mas o maior destes é o amor.

O último e maior pilar da construção de uma vida vitoriosa é o amor. O mais sublime, o que move as nossas entranhas em prol de outrem. O que moveu o coração de Deus em nosso favor. Romanos 5:8 - Mas Deus prova o seu amor para conosco, em que Cristo morreu por nós, sendo nós ainda pecadores.

João 3:16 - Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.

Veja alguns exemplos bíblicos do imensurável amor com que Deus nos amou e o quanto Ele deseja que nos amemos.

I João 4:7-17 - Amados, amemo-nos uns aos outros; porque o amor é de Deus; e qualquer que ama é nascido de Deus e conhece a Deus. Aquele que não ama não conhece a Deus; porque Deus é amor. Nisto se manifesta o amor de Deus para conosco: que Deus enviou seu Filho unigênito ao mundo, para que por ele vivamos. Nisto está o amor, não em que nós tenhamos amado a Deus, mas em que ele nos amou a nós, e enviou seu Filho para propiciação pelos nossos pecados. Amados, se Deus assim nos amou, também nós devemos amar uns aos outros. Ninguém jamais viu a Deus; se nos amamos uns aos outros, Deus está em nós, e em nós é perfeito o seu amor. Nisto conhecemos que estamos nele, e ele em nós, pois que nos deu do seu Espírito. E vimos, e testificamos que o Pai enviou seu Filho para Salvador do mundo. Qualquer que confessar que Jesus é o Filho de Deus, Deus está nele, e ele em Deus. E nós conhecemos, e cremos no amor que Deus nos tem. Deus é amor; e quem está em amor está em Deus, e Deus nele. Nisto é perfeito o amor para conosco, para que no dia do juízo tenhamos confiança; porque, qual ele é, somos nós também neste mundo.

Deus não tem amor, Ele é o próprio amor. Ele é o amor em divindade. Ele é a divindade em amor.

I Corintios 13:1-8 e 13 – Ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, e não tivesse amor, seria como o metal que soa ou como o sino que tine. E ainda que tivesse o dom de profecia, e conhecesse todos os mistérios e toda a ciência, e ainda que tivesse toda a fé, de maneira tal que transportasse os montes, e não tivesse amor, nada seria. E ainda que distribuísse toda a minha fortuna para sustento dos pobres, e ainda que entregasse o meu corpo para ser queimado, e não tivesse amor, nada disso me aproveitaria. O amor é sofredor, é benigno; o amor não é invejoso; o amor não trata com leviandade, não se ensoberbece. Não se porta com indecência, não busca os seus interesses, não se irrita, não suspeita mal; Não folga com a injustiça, mas folga com a verdade; Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta. O amor nunca falha; mas havendo profecias, serão aniquiladas; havendo línguas, cessarão; havendo ciência, desaparecerá; Agora, pois, permanecem a fé, a esperança e o amor, estes três, mas o maior destes é o amor.

Não pode haver sucessos em nossas vidas se não amarmos. É uma necessidade nossa: amarmos a Deus, ao nosso próximo, e a nós mesmos. Jesus disse: João 15:14 e 17 - Vós sereis meus discípulos se fizerdes o que vos mando, e isso é o que vos mando: Que ameis uns aos outros. 

Temos que amar a vida, aprendermos a valorizar cada momento, cada oportunidade. O amor nos faz ver o mundo de uma outra maneira, os que amam e expressam estão bem mais adiante do que os que não amam ou não expressam. João 13:1 Ora, antes da festa da páscoa, sabendo Jesus que já era chegada a sua hora de passar deste mundo para o Pai, como havia amado os seus, que estavam no mundo, amou-os até o fim.

A única dívida que Deus permite que tenhamos é o amor. 

Romanos 13:8 - A ninguém devais coisa alguma, a não ser o amor com que vos ameis uns aos outros; porque quem ama aos outros cumpriu a lei.

Por coisas devemos zelar, entretanto pessoas, devemos amar. Quando amamos pessoas liberamos: perdão, compaixão e misericórdia, quando amamos pessoas, valorizamos pessoas e pessoas valorizadas produzem muito mais, porque pessoas não são máquinas, pessoas são seres e seres têm sentimentos e sentimentos alimentam a vida.

Se tivermos fé e esperança e não tivermos amor, nada conseguiremos. Mas se juntarmos, em nosso coração, esses três ingredientes: Fé, esperança e amor, seremos imbatíveis, seremos invencíveis e nada nos será impossível de alcançar.

Amor: Terceiro e maior pilar, elemento indispensável para se ter uma vida vitoriosa.

Um abraço e até a próxima, se Deus permitir.

*Dário Gomes de Araujo é Evangelista da Igreja Assembleia de Deus e atualmente é gestor na cidade de São José do Egito

EDSON VIEIRA PODE TER REGISTRO DE CANDIDATURA CASSADO. JUIZ ACATOU O PEDIDO

O juiz Diego Vieira de Lima, que responde pela 109ª Zona Eleitoral em Santa Cruz do Capibaribe, decidiu, na manhã desta quinta-feira (29), acatar a representação do Ministério Público, que pretende cassar o registro de candidatura de Edson Vieira (PSDB), sob a acusação de abuso de poder econômico.

O magistrado entendeu que os requisitos apresentados para a abertura do processo foram preenchidos e determinou a notificação das partes envolvidas, que terão cinco dias para apresentar defesa.

Com informações do Blog do Ney Lima

Candidato é morto a tiros e vice-governador de Goiás é baleado em carreata

Do UOL*, em Brasília

O ex-prefeito e candidato à prefeitura de Itumbiara (GO) José Gomes da Rocha (PTB), o Zé Gomes, foi morto a tiros durante carreata eleitoral nesta quarta-feira (28) na cidade, localizada a 204 quilômetros de Goiânia. O vice-governador de Goiás, José Eliton (PSDB), participava do ato e também foi baleado. O advogado da prefeitura de Itumbiara, Célio Rezende, também foi atingido. 

O crime aconteceu por volta das 18h, quando o carro que levava o candidato e o governador em exercício passava pela avenida Modesto de Carvalho, próximo ao bairro Novo Horizonte. O autor dos disparos e um policial militar morreram minutos depois do atentado em tiroteio.

Um vídeo enviado por um internauta ao WhatsApp do UOL (11 95520-5752) mostra o momento em que o servidor público Gilberto Ferreira do Amaral, 53, disparou contra a carreata. É possível ouvir os tiros na avenida repleta de motociclistas, que acompanhavam a carreata com bandeiras. 

"Ele dirigia o carro na direção contrária à carreata. Ninguém percebeu o que ele iria fazer até que se ouviu os disparou", afirmou o internauta, que prefere não se identificar. "Deu para ouvir uma sequência muito grande de disparos. Depois, foi a vez de um dos seguranças da carreata reagir e aí teve mais tiros", acrescentou.

Reprodução
O servidor Gilberto Ferreira do Amaral no momento em que atirou contra a carreata

José Eliton levou dois tiros na região abdominal. O vice-governador passou por uma cirurgia e não corre risco de morte. Ele foi levado de helicóptero a Goiânia, e será internado no Hospital de Urgências Doutor Otávio Lage de Siqueira. Célio Rezende está sendo transferido para o mesmo hospital que atende o governador em exercício. 

O atirador era auxiliar de serviços gerais da Secretaria Municipal de Saúde de Itumbiara. No crime, ele usou uma pistola 40 mm. O cabo da Polícia Militar que morreu no tiroteio, Vanilson Rodrigues, fazia a segurança do evento.

O delegado regional de Itumbiara, Ricardo Chueire, afirma que ainda não se sabe a motivação do crime. "Fizemos a perícia no local e no carro do atirador, mas ainda não há pistas do que pode ter motivado o crime."

Pelo menos outros cinco candidatos a prefeito ou vereador foram mortos durante a campanha das eleições 2016. 

Reprodução/Youtube Zé Gomes Prefeito
Zé Gomes (PTB) foi prefeito de Itumbiara e era favorito para o cargo na eleição de 2016

Ex-prefeito e candidato

José Gomes da Rocha, o Zé Gomes, tinha 58 anos e era considerado um dos mais ricos políticos do interior goiano. Zé Gomes indicou à Justiça Eleitoral ter patrimônio de R$ 111 milhões, formado em sua maioria por fazendas. 

Chamado de "Maluf de Itumbiara" por uma série de acusações, o candidato tentava voltar ao comando da prefeitura, que chefiou de 2005 a 2012. Nestas eleições, ele conseguiu montar uma coligação de 14 partidos, incluindo o PT, o PMDB e o PSDB.

De acordo com a pesquisa eleitoral mais recente, divulgada na terça-feira (27), Zé Gomes ganharia as eleições. O levantamento feito pela Dados Folha apontava que 63,8% do eleitorado iria votar em Zé Gomes. Atrás dele estão Álvaro Guimarães (PR), que tem 17,6% das intenções de voto, e Cesinha (PDT), que tem 3%.

A pesquisa foi feita entre os dias 19 e 22 de setembro, e entrevistou 500 pessoas. A margem de erro é de 5 pontos percentuais para mais ou para menos, e o índice de confiança é de 95%.
 
Clima de incerteza

Itumbiara é uma cidade do interior de Goiás, perto da divisa com Minas Gerais. Segundo dados do IBGE, de 2013, o município tem 98.484 habitantes. Deles, 67.122 votarão nas eleições deste ano.

O candidato do PDT era apoiado pelo atual prefeito de Itumbiara, Chico Balla (PDT), que segundo o secretário de comunicação, José Ronaldo Borges, cedeu espaço da reeleição para que Zé Gomes se candidatasse. "Ele tinha uma popularidade muito forte em Itumbiara e era um líder político do grupo ao qual o prefeito também faz parte", disse.

O clima na cidade, segundo Borges, é de consternação. Por isso, ainda não foi discutido os desdobramentos das eleições. "É difícil dizer quais são os desdobramentos. O amanhã é uma incógnita." 

Divulgação
O vice-governador José Eliton (PSDB) foi baleado durante carreata em Itumbiara (GO)

Vice-governador está internado

José Eliton de Figuerêdo Júnior, baleado nesta terça-feira durante carreata em Itumbiara, tem 44 anos e está em seu segundo mandato como vice-governador de Goiás. Ele está internado e não corre risco de morte, segundo a secretaria estadual de Saúde.

Eleito pelo DEM em 2010 na chapa de Marconi Perillo, o goiano nascido em Rio Verde já trocou de partido duas vezes ao longo dos últimos anos, tendo também passado pelo PP e entrado para o PSDB em 2015.

A mudança mais recente de partido de Eliton é apontada como um dos sinais de que ele será candidato ao governo do Estado em 2018, com o aval do atual governador. Na cerimônia de filiação ao PSDB, Eliton recebeu inúmeros elogios de Perillo e também de Aécio Neves, presidente da legenda.

Repercussão

O governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB), está em viagem aos Estados Unidos, e já anunciou a volta imediata ao país, além de algumas medidas emergenciais.

Entre elas, o governador determinou o deslocamento imediato, para o município de Itumbiara, do comandante-geral da Polícia Militar do Estado, coronel Divino Alves de Oliveira, e do delegado-geral da Polícia Civil do Estado, Álvaro Cássio dos Santos, para o acompanhamento das investigações para o esclarecimento do atentado.

Também houve a recomendação para que o presidente da Assembleia Legislativa, Helio de Sousa (PSDB), assumisse o comando do Poder Executivo até o retorno do governador ao Brasil. O deputado estadual assumiu interinamente como governador em exercício.

Minutos após a notícia do atentado ser divulgada por blogs e sites de Goiás, políticos do Estado manifestaram o pesar pela morte de Zé Gomes.

"É uma tragédia que choca a todos nós goianos", afirmou em nota o líder do DEM no Senado, Ronaldo Caiado.

Principal rival de Zé Gomes nesta eleição, Álvaro Guimarães (PR) divulgou nota de pesar na noite desta quarta.

* Com Agência Brasil e Agência Estado; colaborou Renata Tavares

Juro do cheque especial sobe a 321,1%, e rotativo do cartão chega a 475,2%

Do UOL, em São Paulo 

 (Foto: Itaci Batista/AE)
A taxa de juros do cheque especial subiu em agosto e atingiu 321,1% ao ano, segundo dados divulgados nesta quarta-feira (28) pelo Banco Central. 
É a taxa mais alta desde julho de 1994, quando a pesquisa começou a ser feita. 

O resultado do cheque especial mostra uma alta de 2,7 pontos percentuais em relação a julho e um salto de 67,9 pontos na comparação com agosto de 2015.
 
Os juros do rotativo do cartão de crédito também tiveram alta e ficaram em 475,2% ao ano. Houve aumento de 3,5 pontos na comparação com julho, e um salto de 71,7 pontos em relação a agosto do ano passado. Também é a maior taxa registrada desde 2011, início da série histórica. 
 
Os dados são referentes apenas aos juros cobrados das famílias. Esses são números médios e podem variar para cada situação específica, porque os bancos oferecem taxas diferentes de acordo com o plano contratado pelo cliente e a relação entre eles (quem tem mais dinheiro no banco paga menos taxas).
 
Confira a variação de outras modalidades de crédito monitoradas pelo BC:
 
  • Cartão de crédito parcelado: de 151,4% ao ano em julho para 152,2% ao ano em agosto;
  • Crédito pessoal não-consignado: de 132,2% ao ano em julho para 132,3% ao ano em agosto;
  • Crédito pessoal consignado: de 29,2% ao ano em julho para 29,3% ao ano em agosto;
  • Crédito renegociado: de 55,1% ao ano em julho para 53,1% ao ano em agosto;
  • Compra de veículos: de 26% ao ano em julho para 26,2% ao ano em agosto;
  • Compra de outros bens: de 93,5% ao ano em julho para 92,8% ao ano em agosto
  • Financiamento imobiliário: de 11,3% ao ano em julho para 11,1% ao ano em agosto. 

ACIDENTE COM ZÉ DE DORO

BRAÇO DIREITO DA CAMPANHA DE LUCINHA 
SOFRE ACIDENTE NESTA NOITE DE QUARTA-FEIRA
TORITAMA- O presidente do PCdoB de Toritama, o empresário José de Doro, o coordenador e braço direito da campanha da candidata a Prefeita Lucinha Pereira, sofreu um acidente automobilístico por volta das 19 h de hoje, na BR 104 perto de Toritama, sendo socorrido inicialmente para o hospital da cidade. 

Segundo o empresário Rubinho Nunes, primo de Zé de Doro, o carro que Zé de Doro estava, uma Amarok, bateu em um cavalo, causando apenas danos no automóvel.

Além de Zé de Doro, estavam no veiculo André Tavares e Toinho Magro, cunhados do empresário.

As vitimas do acidente, passam bem.





Do Sulanca News

SOLENIDADE DE ENTREGA DA MEDALHA PADRE ZUZINHA É ADIADA

quarta-feira, 28 de setembro de 2016

NELSON PEREIRA DA SILVA
Em virtude do falecimento do Senhor Nelson Pereira da Silva, conhecido como seu Nelson do ônibus, um dos homenageados da solenidade de entrega da Medalha Padre Zuzinha, a Câmara de Vereadores de Santa Cruz do Capibaribe informa que a cerimônia que aconteceria amanhã (29/09) está adiada. 

Informamos, ainda que a nova data será oportunamente divulgada. 

Todos que fazem parte do poder legislativo externam os mais profundos e sinceros sentimentos aos familiares e amigos.

Justiça Eleitoral disponibiliza programas para acompanhar apuração das Eleições 2016



O eleitor vai poder acompanhar em tempo real a apuração dos resultados das Eleições Municipais 2016 de quatro formas diferentes. A primeira delas pelo “Divulga”, sistema produzido pela Justiça Eleitoral para o acompanhamento dos resultados de votação de candidatos, partidos e coligações das eleições.

O “Divulga” permite a visualização dos dados por meio de várias consultas. Na versão desktop, o Divulga oferece maior gama de informações, permitindo ao usuário consultar os resultados de todos os municípios. “O Divulga é um software instalável, que se encontra disponível para download gratuito na página do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em versões para Windows e Linux”, explica o chefe da Seção de Totalização e Divulgação de Resultados do TSE, Júlio Valente.

App Resultados

Outra forma de acompanhar a apuração dos resultados em tempo real é pelo aplicativo (App) “Resultados”. O App desenvolvido para tablets e smartphones pode ser baixado gratuitamente nas lojas Google Play (Android) e Apple Store(IOS). Por meio dele, é possível acompanhar os dados de cada município com a indicação dos eleitos ou dos que foram para o segundo turno (no caso dos municípios com mais de 200 mil habitantes). Os resultados do primeiro turno serão divulgados a partir das 17h (horário local) do dia 2 de outubro.

App Boletim na Mão

Outra possibilidade é via aplicativo “Boletim na Mão”, também disponível para download gratuito nas lojas Google Play e Apple Store. A ferramenta permite que o resultado do pleito municipal de 2016 seja conferido por meio do código QR – um código de barras em 2D que pode ser escaneado pela maioria dos aparelhos celulares que têm câmera fotográfica.

“Assim que acaba a eleição, o resultado da votação já é público. A urna emite o Boletim de Urna (BU), que o eleitor pode conferir no próprio local de votação. Agora, com o QR-Code, ele vai poder escanear uma cópia do BU e levar para casa o resultado da sua seção eleitoral no seu aparelho celular. Com a cópia do BU em mãos, o eleitor pode conferir no site do TSE se aquele boletim foi totalizado pelo Tribunal”, esclarece o chefe da Seção de Voto Informatizado do TSE, Rodrigo Coimbra.

DivWeb

O DivWeb apresenta o mesmo conteúdo do aplicativo “Resultados”, mas permite ao usuário acompanhar a apuração do resultado das eleições pela internet, sem necessidade de instalação de qualquer software adicional em seu computador.

De acordo com Júlio Valente, “a divulgação de resultados acontece em tempo real durante o recebimento dos dados. Os resultados são recebidos por meio de arquivos que saem das urnas eletrônicas e são recebidos pelos Tribunais Regionais Eleitorais. Nesses tribunais, ocorrem as totalizações de tempos em tempos. Cada totalização é compartilhada por meio de conteúdo na internet”.

JC/LC
Gestor Responsável: Assessoria de Comunicação +

Greve dos bancários já dura 23 dias, a maior desde 2004

Bruno Bocchini - Repórter da Agência Brasil

Sindicato dos bancários e Fenaban continuam hoje
rodada de negociação para tentar um acordo
Elza Fiúza/Agência Brasil
A greve dos bancários, que entrou hoje (28) em seu 23º dia, já é a terceira mais longa desde 2004, quando a paralisação chegou a 30 dias. Em 2013, a segunda maior do período, a greve teve 24 dias. Ontem, após reunião com a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban), o Comando Nacional dos Bancários disse que os representantes dos bancos sinalizaram com um novo modelo de acordo, que passará a ter validade de dois anos, em vez de um, como ocorreu nos últimos anos.

“O acordo de dois anos pode ser uma boa alternativa, desde que traga ganho para os bancários”, disse Juvandia Moreira, presidente do Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e região e uma das coordenadoras do Comando Nacional dos Bancários. Em nota, a Fenaban disse que a negociação continuará hoje. Segundo os bancários, uma reunião está marcada para as 15h.

Os trabalhadores reivindicam reajuste de 14,78%, sendo 5% de aumento real, considerando inflação de 9,31%; participação nos lucros e resultados (PLR) de três salários acrescidos de R$ 8.317,90; piso no valor do salário mínimo do Dieese (R$ 3.940,24), e vales alimentação, refeição, e auxílio-creche no valor do salário mínimo nacional (R$ 880). Também é pedido décimo quarto salário, fim das metas abusivas e do assédio moral.

Atualmente, os bancários recebem um piso de R$ 1.976,10 (R$ 2.669,45 no caso dos funcionários que trabalham no caixa ou tesouraria). A regra básica da participação nos lucros e resultados é 90% do salário acrescido de R$ 2.021,79 e parcela adicional de 2,2% do lucro líquido dividido linearmente entre os trabalhadores, podendo chegar a até R$ 4. 043,58. O auxílio-refeição é de R$ 29,64 por dia.

A proposta dos bancos, apresentada no último dia 9, foi de um reajuste de 7% para os salários e benefícios, somado a um abono de R$ 3.300 a ser pago em até dez dias após a assinatura do acordo. O reajuste seria aplicado também no PLR.

“A proposta apresentada traduz o esforço dos bancos por uma negociação rápida e equilibrada, capaz de atender às demandas por correção salarial e outros itens da Convenção Coletiva, com um modelo ajustado à atual conjuntura econômica”, disse em nota, na noite de ontem, a Fenaban.

Um balanço feito no fim do dia de ontem pelo Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região informa que 913 locais de trabalho, sendo dez centros administrativos e 903 agências fecharam nesta terça-feira (27) na base do sindicato, com mais de 32 mil trabalhadores aderindo à greve.

Edição: Fábio Massalli

VOX POPULI CONFIRMA SEGUNDO TURNO EM RECIFE



Pesquisa realizada pelo Instituto Vox Populi, divulgada hoje, aponta para a consolidação do segundo turno na eleição municipal de Recife, entre os candidatos Geraldo Julio (PSB) e João Paulo (PT); de acordo com o levantamento, Geraldo está com 34% das intenções de voto e João Paulo com 27%; a soma dos candidatos da oposição, no entanto, dá uma folga de nove pontos porcentuais a favor do candidato petista e levaria o pleito para a decisão no dia 30 de outubro

Pernambuco 247 - Pesquisa realizada pelo Instituto Vox Populi, divulgada hoje, aponta para a consolidação do segundo turno na eleição municipal de Recife, entre os candidatos Geraldo Julio (PSB) e João Paulo (PT). De acordo com o levantamento, feito entre os dias 21 e 24, Geraldo está com 34% das intenções de voto e João Paulo com 27%.

A soma dos candidatos da oposição, no entanto, dá uma folga de nove pontos porcentuais a favor do candidato petista e levaria o pleito para a decisão no dia 30 de outubro.

Para Marcos Coimbra, presidente do instituto, o segundo turno será uma nova eleição porque os dois candidatos terão o mesmo tempo no horário eleitoral da TV, cinco minutos cada um. Neste primeiro turno, João Paulo, da coligação "Recife pela Democracia", tem pouco mais de dois minutos, enquanto Geraldo Júlio dispõe de mais de quatro. "Dessa forma, a eleição fica equalizada", diz Coimbra.

Segundo o sociólogo Marcos Coimbra, a pesquisa é coerente com as que vêm sendo divulgadas nos últimos dias – IBOPE e Datafolha – e mostra que os votos dos dois candidatos são seguros, com Geraldo mais votado nas classes A e B e João Paulo amplamente favorito entre classes populares.

"Trata-se de uma eleição de dois candidatos com boa avaliação, sendo que João Paulo – ex-prefeito do Recife por dois mandatos - é melhor avaliado do que seu adversário do PSB", observa Coimbra.

Os outros concorrentes apresentam os seguintes números: Daniel Coelho, do PSDB, está com 13%, Priscila Krause, do DEM tem 3% e Edilson Silva (PSOL) está com 1%. A pesquisa foi registrada no TRE-PE sob o número 01690/2016.

Polícia Federal destrói 36 mil pés de maconha em Pernambuco

Sumaia Villela – Correspondente da Agência Brasil

Plantação de maconha contava com sistema de irrigação com encanamento
de dois quilômetros para captar água - Divulgação Polícia Federal
Uma plantação com 36 mil pés de maconha foi destruída pela Polícia Federal (PF) em Pernambuco no município de Pedra (PE). O caso chamou a atenção pela sofisticação do cultivo, que tinha um sistema de irrigação com encanamento de dois quilômetros para captar água. A operação foi deflagrada no dia 20 último, mas só foi divulgada hoje (27) pela PF.

De acordo com a assessoria de Comunicação da Polícia Federal, plantação foi descoberta graças a denúncias. Foram presos em flagrante o dono da fazenda e um agricultor. Os dois não possuem antecedentes criminais. O agricultor continua preso, enquanto o fazendeiro já recebeu o alvará de soltura no dia seguinte à prisão, e vai responder ao processo em liberdade.

A estrutura encontrada para viabilizar o cultivo, localizado no agreste pernambucano, surpreendeu os policiais pelo investimento em infraestrutura realizado na plantação. Um sistema de bombas elétricas captava água da Barragem do Riacho do Pau e levava para pequenos açudes. Dois quilômetros de tubulação foram usados para viabilizar a captação. Adubos químicos e outros implementos agrícolas também foram usados no cultivo.

Cultivo

Um aspecto chamou a atenção da Polícia Federal. É que a região não é escolhida tradicionalmente para o cultivo de maconha nessas proporções, o que indicaria uma migração da atividade ilegal em Pernambuco. “Geralmente, são comunidades ribeirinhas do sertão, na beira do São Francisco”, indica a PF.

Ao fim da operação, a Polícia Federal cortou e incinerou todos os pés de maconha, o que daria 12 toneladas da planta quando fosse preparada para a venda. Foram destruídos também 120 quilos da substância que já estavam ensacados para distribuição.

Outras pessoas que estavam no local conseguiram fugir. Três pessoas foram identificadas e devem ser indiciados por tráfico e associação para o tráfico. Caso sejam condenados, os acusados poderão pegar penas que variam de 5 a 15 anos de reclusão.
Edição: Kleber Sampaio

Eleitores não podem ser presos a partir de hoje

Andre Richter - Repórter da Agência Brasil

A partir de hoje (27), eleitores não podem ser presos ou detidos, salvo em flagrante ou para cumprimento de sentença criminal. A regra está prevista no Código Eleitoral, que entrou em vigor em 1965 e serve para garantir a liberdade do voto. No próximo domingo (2), mais de 144 milhões de eleitores vão às urnas para eleger vereadores e prefeitos. A regra vale até 48 horas após o encerramento do pleito.

Na prática, mandados de prisão não devem ser cumpridos pela Polícia Federal, principalmente na Operação Lava Jato, até a semana que vem, para evitar nulidades nos processos criminais. A regra foi inserida na legislação eleitoral em 1932, com o objetivo de anular a influência dos coronéis da época, que tentavam intimidar o eleitorado. Atualmente, juristas questionam a impossibilidade das prisões, mas a questão nunca foi levada ao Supremo Tribunal Federal (STF).

A proibição está no Artigo 236, do Código Eleitoral, e o texto diz: "Nenhuma autoridade poderá, desde 5 (cinco) dias antes e até 48 (quarenta e oito) horas depois do encerramento da eleição, prender ou deter qualquer eleitor, salvo em flagrante delito ou em virtude de sentença criminal condenatória por crime inafiançável, ou, ainda, por desrespeito a salvo-conduto."

Edição: Graça Adjuto

Passar a mão no corpo de menor é estupro, e não contravenção, diz STJ

segunda-feira, 26 de setembro de 2016

Publicado por Consultor Jurídico



O ato de passar a mão nos seios e nas pernas de um menor de idade e de deixar o órgão genital à mostra é suficiente para configurar o crime de estupro de vulnerável. Assim entendeu a 5ª Turma do Superior Tribunal de Justiça ao afastar pedido de desclassificação do delito para contravenção penal.

O ministro Felix Fischer afirmou que, na contravenção (prevista no artigo65 do Decreto-Lei 3.688/41), o direito protegido é a tranquilidade pessoal, em atos reprováveis, mas não considerados graves. Nesse caso, disse Fischer, o objetivo do agente limita-se a aborrecer, atormentar e irritar.

“O estupro de vulnerável, por sua vez, é mais abrangente; visa o resguardo, em sentido amplo, da integridade moral e sexual dos menores de 14 anos, cuja capacidade de discernimento, no que diz respeito ao exercício de sua sexualidade, é reduzida”, afirmou o ministro. Para ele, a conduta de que trata esse tipo penal evidencia um comportamento de natureza grave.

A tese foi definida por unanimidade, em julgamento proferido em setembro, mas o número do processo não foi divulgado por estar sob sigilo judicial.

Precedente da 6ª Turma também negou a desclassificação do crime de estupro de vulnerável para a contravenção penal de importunação ofensiva ao pudor, prevista no artigo 61 da Lei de Contravencoes Penais. No caso, um professor foi condenado em primeira instância a 39 anos de reclusão por ter tocado a genitália de quatro alunas, com oito e nove anos de idade, dentro da sala de aula.

O Tribunal de Justiça de Sergipe havia afastado a condenação, argumentando que as “ações se deram sobre a roupa e de forma ligeira, não havendo prova de qualquer contato físico direto, nem a prática de outro ato mais grave”. Contudo, o STJ deu provimento ao recurso especial do Ministério Público estadual para condenar o acusado como incurso no artigo 217-A do Código Penal.

“Efetivamente, considerar como ato libidinoso diverso da conjunção carnal somente as hipóteses em que há introdução do membro viril nas cavidades oral ou anal da vítima não corresponde ao entendimento do legislador, tampouco ao da doutrina e da jurisprudência acerca do tema”, escreveu o relator, ministro Rogerio Schietti.

Interpretação abrangente Recentes julgados da corte interpretam de forma abrangente a expressão “praticar outro ato libidinoso com menor de 14 anos” para caracterizar a consumação do crime denominado estupro de vulnerável, previsto no artigo 217-A, caput, do Código Penal. Mas já é pacífico no tribunal o entendimento de que, para a configuração do estupro de vulnerável, basta que a intenção do agente seja a satisfação sexual e que estejam presentes os elementos previstos no dispositivo.

Para o ministro Gurgel de Faria, o delito se consuma “com a prática de qualquer ato de libidinagem ofensivo à dignidade sexual da vítima, incluindo toda ação atentatória contra o pudor praticada com o propósito lascivo, seja sucedâneo da conjunção carnal ou não”.

Contemplação A contemplação, segundo o professor de direito penal Rogério Sanches Cunha, também é citada pela maioria da doutrina como ato libidinoso.“Cometendo o crime o agente que, para satisfazer a sua lascívia, ordena que a vítima explore seu próprio corpo (masturbando-se), somente para contemplação.”

Em julgamento de agosto deste ano, a 5ª Turma também julgou caso em que uma criança de dez anos foi levada a um motel e recebeu dinheiro para tirar a roupa na frente de um homem. O colegiado entendeu ser dispensável qualquer tipo de contato físico para caracterizar o delito de estupro de vulnerável.

Em concordância com o voto do relator, ministro Joel Ilan Paciornik, o colegiado considerou que “a dignidade sexual não se ofende somente com lesões de natureza física”, sendo, portanto, “irrelevante que haja contato físico entre ofensor e ofendido para a consumação do crime”.

Presunção de violência Em agosto de 2015, a 3ª Seção, ao julgar recurso representativo de controvérsia, entendeu ser presumida a violência em casos da prática de conjunção carnal ou de ato libidinoso com menor de 14 anos.

Naquela época, já havia vários julgados no sentido de que o consentimento da vítima, a ausência de violência real e de grave ameaça não bastam para absolver o acusado.

Com informações da Assessoria de Imprensa do STJ.

OS MOTIVOS DE MORO PARA PRENDER PALOCCI



Confira a íntegra do pedido de prisão do juiz federal Sérgio Moro, de Curitiba, que atendeu pedido da Polícia Federal; o ex-ministro Antonio Palocci, dos governos Lula e Dilma, foi preso temporariamente na 35ª fase da Lava Jato e está na sede da PF em São Paulo

247 - O juiz federal Sérgio Moro, da 13ª Vara de Curitiba, atendeu a pedido da Polícia Federal ao pedir a prisão temporária do ex-ministro Antonio Palocci, dos governos Lula e Dilma.

A prisão aconteceu nesta segunda-feira 26, na 35ª fase da Lava Jato. Palocci foi levado de um apartamento nos Jardins, bairro nobre da capital paulista, à sede da Polícia Federal em São Paulo.

Há contra Palocci acusações de ter beneficiado a Odebrecht na aprovação de uma medida provisória que resultaria em benefícios fiscais para a empreiteira, mais créditos no BNDES com país africano com o qual a empresa tinha relações comerciais e interferência na contratação de 21 navios-sonda para a Petrobras.

Confira aqui a íntegra do pedido de prisão de Moro contra Palocci.

Diogo Moraes emociona Nação Calabar em último comício da campanha


Em Taquaritinga do Norte, o grupo Calabar realizou na noite do sábado (24) o último comício de sua campanha eleitoral. Além dos candidatos Lero Ivanildo (PR) e Gena Lins (PSB) estavam presentes o deputado estadual e primeiro secretário da Alepe, Diogo Moraes (PSB), o deputado federal Ricardo Teobaldo (PTN), o atual prefeito Evilásio (PSB), o ex-prefeito Zeca e o ex-vice-prefeito Lulu, além de candidatos à vereador. 

O atual vice-prefeito e candidato à prefeito, Lero, reafirmou seu empenho com o município. "Nós temos o compromisso de trabalhar, de respeitar as famílias, e na administração pública, temos sim o compromisso de fazer nos quatro cantos de Taquaritinga", disse. Lero declarou também que se preocupa com o futuro dos jovens do município. "Não vou medir esforços para garantir aos nosso jovens a capacitação necessária para se desenvolver, para que quando surjam oportunidades, eles estejam prontos. Junto com Gena Vamos trazer uma Escola Técnica para a nossa cidade", afirmou. 

Em seu discurso, Diogo Moraes citou a conquista da união do grupo Calabar, que foi costurada nos últimos meses. "Aqui a gente respeita o povo. O que a gente quer é fazer Taquaritinga maior do que é hoje, porque temos um trabalho e um serviço sério", afirmou. 

Durante a sua fala, Diogo reuniu Gena, Lero, Evilasio, Zeca e Lulu na frente da passarela e destacou a atuação do grupo. "Esses cinco homens merecem respeito, por que mudaram a história de Taquaritinga. É esse time que a gente tem que levar, com a mensagem da esperança, da fé, do amor por Taquaritinga", disse emocionado.

Assessoria de Imprensa 
Fotos: Sérgio Figueiredo / Isaque Levi