Por que não criar a comissão especial contra as enchentes?

Por Silvio Costa Filho*

Apresentamos, na última semana, proposta de criação de uma comissão especial suprapartidária para acompanhar as ações do Governo do Estado e do Governo Federal na Zona da Mata Sul e Agreste de Pernambuco, atingidas pelas chuvas no último dia 28 de maio.

Essa comissão, que deve contar com ampla representatividade da Oposição e da Situação na Assembleia Legislativa de Pernambuco, tem por objetivo fazer um amplo diagnóstico das obras paralisadas e inacabadas iniciadas ainda na época da Operação Reconstrução, em 2010, além de acompanhar e fiscalizar a implantação de novas ações do Estado e da União.

Na última sexta-feira (2), atendendo a convite do governador Paulo Câmara, estivemos presentes no Palácio do Campo das Princesas para discutir a situação das áreas atingidas pelas enchentes e as alternativas para a região. Mas infelizmente, observamos mais um retrato do passado do que um olhar para o futuro.

A Bancada de Oposição levou ao chefe do Poder Executivo duas propostas: a criação da comissão especial de acompanhamento e o de redirecionamento das emendas parlamentares de 2016 apresentadas pela bancada e ainda não executadas, que somam mais de R$ 10 milhões, para o atendimento à população. A proposta das emendas encontra-se hoje no Gabinete do Governador, enquanto a criação da comissão está nas mãos da Base Governista, que não está apoiando a proposta.

Desde a segunda-feira, a proposta aguarda pela assinatura dos deputados para ganhar o direito de tramitar na Casa, o que infelizmente ainda não aconteceu. Surpreende a falta de interesse dos parlamentares da base, sobretudo da base de apoio do governo, que diz ter como prioridade a conclusão. Por que então, abrir mão do apoio do Poder Legislativo. Afinal, a quem interessa não criar a comissão especial?

*Silvio Costa Filho é deputado estadual e líder da Bancada de Oposição

Comentários

POSTAGENS MAIS ACESSADAS

FAMILIARES E AMIGOS SE DESPEDEM DO RADIALISTA AGNALDO SILVA

PARA RECORDAR. MATÉRIA QUE FIZ COM AGNALDO SILVA EM 2014

Deputado fala sobre necessidade de movimento jurídico para barrar privatização da Eletrobras

DISTRITO DE PÃO DE AÇÚCAR É DESTAQUE EM REPORTAGEM DO SBT POR CAUSA DA VIOLÊNCIA

PRUDÊNCIO GOMES: "ESTOU À DISPOSIÇÃO DO POLO DE CONFECÇÕES"