Reajuste salarial dos professores garantido em Pernambuco

Aumento determinado na Lei do Piso anunciado semana passada pelo Governo Temer vai passar por estudos de impacto no Estado e no Recife, mas gestões dizem que lei será cumprida

O piso passou de R$ 2.298,80 para R$ 2.455,35 - Foto: Divulgação

JC Online

Governo de Pernambuco e a Prefeitura do Recife garantem que vão pagar o reajuste salarial dos professores, previsto na Lei do Piso e anunciado semana passada. Ambas as gestões devem fazer estudos de impacto no orçamento agora em janeiro, mas dizem que a lei será cumprida. A portaria do Ministério da Educação (MEC) determinou aumento de 6,81%, o que na prática vai representar R$ 156,55 a mais no bolso do docente, por 40 horas de trabalho semanais. O piso passou de R$ 2.298,80 para R$ 2.455,35.

Para as entidades representativas, embora o percentual esteja dentro do que a lei determina, não ajuda a cumprir a meta 17 do Plano Nacional de Educação (PNE), que estabelece que até 2020 o salário médio dos professores deve ser equiparado com o de outras profissões. “Esse percentual é muito baixo para alcançar a meta 17. Só temos dois anos para conseguir. A meta 17 só vai virar realidade se em 2019 houver um reajuste bem maior”, afirmou o presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação, Heleno Araújo. Já o ministro da Educação, Mendonça Filho, ressaltou que “este é o segundo ano consecutivo em que o piso é reajustado com valor real acima da inflação (2,8%, segundo o INPC), o que é muito bom para a categoria.”

Professora da rede estadual há sete anos e da cidade do Cabo de Santo Agostinho, no Grande Recife, há 33, Aldamare Santos, 51, lembrou que o reajuste de 2017 foi maior do que o deste ano. “Ao invés de aumentar, vem diminuindo. Ano passado, recebemos 7,64%. A gente nem sente no bolso”, comentou.

MUNICÍPIOS

O secretário-geral da Confederação Nacional dos Municípios (CNM), Eduardo Tabosa, diz que os municípios, hoje têm dificuldade de pagar o piso anterior e não sabe se o reajuste vai ser possível para alguns. “Prefeito não é contra pagar salário bom a professor. Mas os municípios gastam cerca de 80% dos recursos para educação com pagamento dos docentes, não sobra para investir. As escolas estão em péssimo estado de conservação. Não representa melhoria de qualidade.”

Comentários

POSTAGENS MAIS ACESSADAS

Diogo Moraes receberá os governadores Paulo Câmara e Ricardo Coutinho para assinatura da autorização da licitação da Adutora do Alto Capibaribe

Diogo Moraes: Lula sairá mais fortalecido de julgamento

Governador decreta luto oficial e destaca trajetória de vida de Armando Monteiro Filho

TEOBALDO DESTINA AMBULÂNCIAS PARA 03 CIDADES DO POLO DE CONFECÇÕES DO AGRESTE