DIOGO MORAES DEFENDE ATUAÇÃO DO GOVERNO DE PERNAMBUCO

Em programa de rádio, Diogo Moraes defende atuação do Governo de Pernambuco com relação à segurança pública do Polo de Confecções do Agreste


Durante o programa de rádio Cidade em Foco, da Rede Agreste de Rádios, apresentado por Alberes Xavier nesta quinta-feira (23), o deputado estadual Diogo Moraes, também primeiro-secretário da Alepe, falou sobre a criação da Operação Têxtil e da sua participação na articulação e planejamento da ação. A medida, que teve início no último dia 18 e foi lançada oficialmente na última segunda-feira (20), em Santa Cruz do Capibaribe, vai beneficiar todo o Polo de Confecções do Agreste. Na ocasião, o parlamentar rebateu ainda críticas dos oposicionistas, declarando que faltam projetos na área de segurança e sugestões de soluções por parte dos adversários políticos.

Em seu editorial, o radialista comentou sobre o sentimento da população com relação à segurança na região, e questionou a opinião do parlamentar sobre o início da operação. “Avalio com uma alegria muito grande o início da Operação Têxtil. O primeiro fim de semana teve um resultado muito positivo e assim esperamos que transcorra até o final do ano, com as feiras de grande movimento. Essa ação foi fruto de uma estratégia para que a gente colocasse uma operação inédita, com choque, helicóptero, moto patrulha, divisão de narcotráfico, além de duas delegacias móveis, com mais efetivos, e ainda Corpo de Bombeiros. Isso tudo dando segurança aos compradores e vendedores”, pontuou Diogo.

Na opinião de Diogo, a operação está preparada para seguir até o fim do período de maior fluxo na região. “Estamos discutindo as operações pra 2018, com o coronel João Bosco. Além disso, há mais de 60 dias já estávamos planejando e participado de reuniões sobre este tema, inclusive a população acompanhou essas divulgações. Por isso, agradeço aqui a ordem do governador Paulo Câmara pra que isso acontecesse na nossa região. Estamos requerendo ao governo que esta operação entre para o calendário, como a Paixão de Cristo de Nova Jerusalém, Galo da Madrugada, por exemplo. Paulo não tem medido esforços nenhum para a nossa região. E fico feliz por ele atender esse pleito nosso. A gente tem trabalhado para que a cada dia a segurança esteja mais presente na nossa região”, frisou o parlamentar. 

Em seguida, o apresentador do programa citou comentários que têm circulado sobre a Operação Têxtil, criando rumores de que será apenas neste período do ano, “além de tratarem a mesma como uma ação com interesse eleitoral”, disse Alberes Xavier. Em resposta, o parlamentar explicou que com a chegada do Batalhão Integrado Especializado (1º BIEsp), que conta com mais de 300 homens, um trabalho de segurança será realizado de forma direcionada para Caruaru, para Santa Cruz, Toritama e no entorno dessa região. Esse trabalho não irá desaparecer. “Essa atuação será contínua. Agora, a operação têxtil será empregada durante o período que ocorre demanda, que é justamente no meio do ano e no final do ano. Temos um acréscimo de mais de 100 mil compradores nesse período. Então essa demanda vai diminuir, a exemplo de janeiro e fevereiro, que são sempre feiras fracas. Diante disso, a polícia vai fazer um outro planejamento para coibir uma ação que venha por ventura acontecer”, ponderou Diogo Moraes.

Segundo o parlamentar, o que de fato será garantido é a presença do choque, da radiopatrulha, o grupo da moto patrulha, ou seja, do batalhão das especializadas para atender essa demanda. “Já temos um planejamento para 2018 garantindo a presença do BIEsp na nossa região, com muito mais força, porque que já está entrosado com os acontecimentos da nossa região, esses novos policiais já inseridos no 24º batalhão, que vai receber já agora no começo de 2018 novos efetivos, novos equipamentos, novas viaturas”, explicou Diogo.

OPOSIÇÃO

Com relação às críticas ao Governo de Pernambuco, o parlamentar considera que faltam projetos e propostas de soluções dos oposicionistas. “A nossa oposição fala porque não encontra um discurso e não consegue apontar uma solução. Se a gente for fazer uma leitura dos homicídios em Pernambuco e no País, vamos verificar que 80% das mortes estão relacionadas à droga, que entra pelas fronteiras do país. Diante disso, nós vamos fechar as divisas do Estado para atuar no combate ao narcotráfico. Essa atuação não se faz de um dia para outro. A oposição centrou fogo na segurança. Mas nós tivemos paciência necessária, porque sabíamos que não seria fácil 3 mil novos policiais nas ruas. Haverá um novo concurso ano que vem na PM, um novo curso de formação da Polícia Civil, e ainda cerca de 150 novos delegados em todo estado, onde cada município contará com seu delegado. Ou seja, toda parte governamental está sendo feita”, avaliou Diogo Moraes.

Comentários

POSTAGENS MAIS ACESSADAS

CANDIDATURA AVULSA. GEO CALDAS PODE SE LANÇAR CANDIDATO A PRESIDENTE

JUNIOR DE SINDÔ SERÁ VELADO NA CÂMARA DE SANTA CRUZ DO CAPIBARIBE

COMPOSIÇÃO DA CÂMARA PODE PASSAR DE 17 PARA 10 VEREADORES, EM SANTA CRUZ DO CAPIBARIBE

VEREADOR E ESPOSA SÃO ASSALTADOS EM FRENTE A RÁDIO, NA CIDADE DE SANTA CRUZ DO CAPIBARIBE

DISTRITO DE PÃO DE AÇÚCAR É DESTAQUE EM REPORTAGEM DO SBT POR CAUSA DA VIOLÊNCIA