Temer sinaliza liberação de empréstimo de R$ 600 milhões do BNDES para obras emergenciais

Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem

Do Blog do Jamildo
Com informações de Paulo Veras, do Jornal do Commercio

A pedido do governador Paulo Câmara (PSB), o presidente Michel Temer (PMDB) sinalizou neste domingo (28) que vai abrir linha de crédito de até R$ 600 milhões. O empréstimo já havia sido solicitado ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para obras em adutoras e construção de presídios, por exemplo. O governo estadual ainda vai elaborar um relatório em 48 horas dos serviços emergenciais.

O socialista apresentou uma lista de obras que estão previstas desde as enchentes de 2010 na Mata Sul, para solicitar apoio federal na conclusão dos empreendimentos, em repasses que somam R$ 383.085.648. A justificativa do Estado para não ter concluído os projetos é de que a transferência de recursos pela União foi interrompida em 2014. Parte do dinheiro do empréstimo poderá ser destinado a esses serviços.

Os repasses pedidos são para obras em quatro barragens. A que depende de um repasse maior, de R$ 184.318.898, é Igarapeba, no Rio Pirangi, que vai atender municípios como Palmares e Barreiros, na Mata Sul. Essa obra está com 37% concluídos e foi interrompida em junho de 2015. O custo total é de R$ 251.663.104.

Embora esteja parada desde setembro de 2014, a que está mais avançada é Panelas. Lá, são necessários R$ 62.539.081 para concluir a última metade da obra, que tem custo total estimado em R$ 109.533.308.

Paulo Câmara também solicitou dinheiro para terminar as barragens de Gatos (R$ 67.080.496) e Barra de Guabiraba (R$ 69.147.173).

Entre as ações emergenciais, Paulo Câmara pediu a disponibilização de um hospital de campanha para essa área do Estado, novamente atingida neste domingo (28). O hospital será instalado nesta segunda-feira (29).

O governador também quer ajuda humanitária nos moldes de 2010, com medicamentos, kits de emergência, colchões e cestas básicas, além de uma força-tarefa do Ministério da Saúde e de veículos para o socorro às vítimas.

Maceió

A primeira cidade visitada por Temer neste domingo foi Maceió, em Alagoas, também atingida pelas chuvas. Lá, houve quatro mortes e cerca de 2 mil pessoas estão desabrigadas. Em breve entrevista após uma reunião, o presidente prometeu repassar verbas para obras, mas não informou o valor.

O presidente também foi questionado sobre a troca dos ministros, anunciada mais cedo, mas silenciou sobre o assunto. Osmar Serraglio deixou a pasta da Justiça e passou para a de Transparência. Torquato Jardim, que o acompanha na viagem, fez o caminho inverso.

Comentários

POSTAGENS MAIS ACESSADAS

FAMILIARES E AMIGOS SE DESPEDEM DO RADIALISTA AGNALDO SILVA

PARA RECORDAR. MATÉRIA QUE FIZ COM AGNALDO SILVA EM 2014

Deputado fala sobre necessidade de movimento jurídico para barrar privatização da Eletrobras

DISTRITO DE PÃO DE AÇÚCAR É DESTAQUE EM REPORTAGEM DO SBT POR CAUSA DA VIOLÊNCIA

PRUDÊNCIO GOMES: "ESTOU À DISPOSIÇÃO DO POLO DE CONFECÇÕES"