Novas denúncias contra Governo Vieira acirram embates entre Oposição e Governistas na Câmara em Santa Cruz

Do Blog do Ney Lima

Fotos: Thonny Hill

Na tarde desta quinta-feira (11) foi realizada mais uma sessão ordinária na Câmara de Vereadores de Santa Cruz do Capibaribe. O clima festivo que ambientava o local com uma homenagem que seria realizada às mães não foi suficiente para quebrar o acirramento e os tradicionais embates entre as bancadas.

Desta vez, três novas denúncias feitas pela bancada de Oposição movimentaram os discursos, sendo elas na Saúde, nos coffee breaks oferecidos em mais um evento de capacitação de professores e também associada a eventos carnavalescos deste ano.

As denúncias

Funcionário teria mentido quanto a presença de médico plantonista no Samu

A maioria dos vereadores de Oposição se pautou em uma visita realizada na quinta-feira a base do Samu e também a UPA 24h e o Hospital Municipal.

Sobre a visita ao Samu, eles afirmaram que apenas uma das duas ambulâncias presentes estaria à disposição da população e que a do modelo Avançado (que possui equipamentos semelhantes ao de uma UTI móvel) estaria em conserto, fator que, segundo os mesmos, deixaria a cidade praticamente desassistida.

Outro fato que foi denunciado é que um funcionário, supostamente, teria mentido aos vereadores quando estes teriam solicitado conversar com o médico que deveria estar de plantão no Samu.

Segundo os vereadores, ao exigir a conversa, o funcionário teria dito que o médico estaria em repouso e que não poderia ser acordado, mas quando os vereadores teriam chegado até a sala de descanso, a porta estaria aberta e teria sido constatado que não haveria médico algum.

“A pessoa que atende, Dr. Miguel, queria dar um verdadeiro “migué” aos vereadores. Pedimos um relatório para mostrar que se ele estava lá ou não, mas era mentira. Filmamos e não havia médico algum. Ele, com certeza, vai receber o seu plantão completo e a líder de governo (Jéssyca Cavalcanti) diz que o que falamos não é pauta. Imagina se fosse…” – disse Ernesto Maia (PT).

Já de acordo com Carlinhos da Cohab (PTB), o médico estaria prestando seu plantão na cidade de Caruaru, mais precisamente, no Hospital Regional do Agreste.

Município só contaria com apenas duas ambulâncias em funcionamento

A segunda parte das denúncias na saúde estariam, segundo os vereadores, as visitas a UPA 24h e também ao Hospital Municipal.

Durante suas falas, Helinho Aragão (PTB) pontuou que a cidade conta com apenas duas ambulâncias para realizar o transporte de pacientes, sendo uma em cada unidade. Ele fez críticas sobre o assunto:

“Nossa cidade está descoberta de ambulâncias e isso não pode acontecer. No marketing, é tudo bonitinho, mas na prática, é uma maquiagem, uma pintura. O que se tem é uma falta de planejamento” – disse.

Helinho afirmou também que outras duas ambulâncias que o município tem à disposição, que seria fruto de um contrato de locação, estariam quebradas.

Carlinhos da Cohab volta a questionar gastos da prefeitura com empresa envolvida no escândalo dos coffee breaks

Em suas falas, o vereador Carlinhos voltou a questionar os valores pagos pela prefeitura com o fornecimento de coffee breaks para evento de capacitação aos professores.

De acordo com ele, a prefeitura teria pago uma quantia aproximada a R$ 8 mil para o fornecimento de lanches em um evento de capacitação de professores realizado em 13 de fevereiro.

“Para ter se gasto quase R$ 8 mil, deve ter sido servido caviar” – disse.

O fato que chamou a atenção é que o valor teria sido pago a empresa Josefa Ioneide de Sousa ME, mesma empresa citada no escândalo dos Coffee-Breaks ocorrido em 2015.

Na época, a empresa foi acusada pelos vereadores de superfaturamento no fornecimento de lanches e o assunto rendeu até CPI, que foi arquivada.

Marlos da Cohab questiona valores gastos pela prefeitura em eventos carnavalescos

A última denúncia foi apresentada pelo vereador Marlos da Cohab. De acordo com ele, a prefeitura teria gasto recursos, na ordem de quase R$150 mil, durante eventos realizados no período carnavalesco.

Ao questionar, ele questionou valores que teriam sido pagos pela prefeitura na locação de um palco, compra de máscaras e também um apoio financeiro dado ao Baile Municipal.

“Desses 150 mil, foi pago R$ 45 mil pelo apoio ao quinto Baile Municipal a uma pessoa de nome Elizangela Chagas Feitosa, que é a ex-cunhada do vereador Nanau, que trabalha como vendedora de uma loja de tecidos. Como ela trabalha em uma loja de tecidos, pode ter dado um apoio a uma festa carnavalesca e ter recebido R$ 45 mil? O Baile Municipal, que foi realizado para seus recursos serem doados as instituições Padre Zuzinha e Irmã Dulce e os recursos não foram repassados. Onde está o repasse? Fica claro que o dinheiro do município está sendo jogado no ralo” – disse.

Em um aparte, Ernesto relatou que a secretária Alessandra Vieira, principal organizadora do Baile, teria dito que o evento não teria investimento de recursos vindos do poder público e sim da iniciativa privada com a compra de mesas e ingressos. Marlos também cobrou cópias dos cheques e dos empenhos.

As principais defesas

Nailson Ramos defende governo apontando números de atendimentos na saúde

O vereador do PMDB também se posicionou na defesa ao governo, frente as denúncias na saúde. Nailson criticou a Oposição, questionando a forma de como os mesmos realizam sua fiscalização, sem apontar ações tidas, segundo ele, como positivas na gestão.

“Eles falam do papel de fiscalizar, mas se esquecem de dizer que a UPA já realizou mais de 130 mil atendimentos. As Unidades Básicas de Saúde estão funcionando e isso não se fala. Se curve vereador, que mais UBSs vem aí” – disse.

Pipoca destaca licitação para compra de novas ambulâncias e diz que Oposição não busca soluções

No seu discurso, o vereador governista reconheceu o problema da falta de ambulâncias no município. O vereador também destacou, segundo o mesmo, que a prefeitura estaria trabalhando para amenizar o problema.

“Uma ou duas ambulâncias é pouco para atender, mas o prefeito Edson Vieira está com um edital para se trazer mais duas novas ambulâncias. E os deputados de vocês, o que trouxeram? Eles só sabem dar chibatadas, mas não se resolve nada. O povo sabe dos problemas, se tem a repercussão como querem, mas resolver… Nada” – disse.

Jessyca Cavalcanti rebate acusações e diz que Oposição não tem vida própria

No seu discurso, a líder de governo rebateu todas as acusações feitas pelos adversários. Sobre as afirmações de Carlinhos quanto ao novo gasto com empresa citada no escândalo dos Coffee Breaks, Jessyca citou que o valor aproximado de R$ 8 mil teria sido usado para pagar lanches para cerca de 650 professores e funcionários. A conta, segundo ela, seria uma média de R$ 12 para cada lanche.

“Eles vão no (portal) Tome Conta, informam a população que está na internet e que lá, dos municípios, se podem acessar e encontrar notas fiscais e pagamentos e eles trazem para cá, para tentar vomitar para a população de acordo com a deturpação que cada um faz aí. Se está no Tome Conta, é porque está na legalidade”.

Já quanto a afirmação de que haveria apenas uma ambulância do Samu no município, ela mostrou o áudio de uma gravação, segundo ela, de uma ligação feita pelo seu assessor com a regulação do órgão. Na gravação, o assessor questiona sobre o número de ambulâncias em funcionamento e a resposta é que as duas estariam operacionais.

“Os anjos azuis, como são chamados o pessoal do Samu, merecem nossos aplausos e não a invasão que os vereadores fizeram. Nem forma de chegar eles têm. Lenice (diretora geral) ficou bestializada pela informação de como vocês chegaram, com um monte de gente, fazendo barulho e entrando sem sequer pedir licença” – disse.

No último ponto, ela falou sobre a denúncias feitas sobre os eventos de carnaval. Segundo ela, os gastos feitos com máscaras, palco e tendas já foram justificados. Já quanto a acusação feita de que a prefeitura teria pago R$ 45 mil a uma suposta vendedora de tecidos, ela disse:

“O Baile Municipal é um evento filantrópico e a senhora Elisângela, ela é a diretora da comissão que é criada pelas várias entidades. Para gente viu dar a informação, que não foi repassada, é só buscar as entidades que foram contempladas nos últimos quatro anos” – disse.

Quanto ao valor que ainda não foi doado as entidades, ela citou que o ano não teria terminado e que os valores seriam repassados.

Comentários

POSTAGENS MAIS ACESSADAS

Bartol Neves assumirá mandato em Brejo da Madre de Deus

CARLINHOS E FERNANDO A CADA DIA MAIS UNIDOS

Depois de fazer críticas a Paulo Câmara, Lula senta à mesa com o governador

Bitcoin só perde para o Magazine Luiza em valorização em 2017