Prefeita do PT adere e mobiliza apoio a Armando


Depois de ser recebido com uma carreata de mais de 500 veículos, entre carros e motocicletas, no município de Tabira, Sertão do Pajeú, Armando Monteiro encerrou o giro por 15 municípios sertanejos com uma carreata e comício promovidos pela prefeita de Calumbi, Sandra Magalhães, Sandra da Farmácia, do PT, que também aderiu à sua candidatura a governador de Pernambuco, junto com dezenas de lideranças de todo o Estado e com o prefeito de Serra Talhada, Luciano Duque, principal articulador da campanha de Marília Arraes, que foi barrada numa manobra promovida pelo PSB. No sábado, com Duque, Armando participou da procissão de Nossa Senhora da Penha, padroeira de Serra Talhada.

“Armando é leal e sabe honrar compromissos. Ele nunca traiu a confiança de Lula, com quem mantém uma relação de muitos anos, muito antes de serem candidatos juntos, no mesmo palanque, em 2006, 2010 e 2014”, disse a prefeita. “Nos momentos mais difíceis, quando Dilma Rousseff sofreu o impeachment, Armando era ministro dela e esteve ao seu lado o tempo inteiro, até o final”, acrescenta. Luciano Duque, que participou do ato, apontou as contradições do palanque adversário: "Eles agora querem se aproveitar de Lula. É uma vergonha Jarbas fazer o Lula Livre depois de ter comemorado a prisão dele".

Em diversos momentos acompanhado do ex-presidente da Assembleia Legislativa de Pernambuco José Marcos de Lima, que o recebeu com uma grande festa em São José do Egito, Armando terminou o giro no sábado à noite com um comício organizado pelo prefeito de Tabira, Sebastião Dias, do PTB, e de Tuparetama, Sávio Torres. Neste domingo, junto com seus candidatos ao Senado, Mendonça Filho e Bruno Araújo, participou de atos em Flores e Calumbi, antes de retornar para compromissos no Recife.

“Em 2014, o povo de Pernambuco elegeu o atual governador como forma de homenagear a memória de Eduardo Campos. Mas o tempo passou e o que aconteceu foi uma grande decepção, porque o governador não soube preservar as conquistas que tivemos no período de Eduardo”, disse Armando. “Por isso, em 2018, é hora de homenagear o povo de Pernambuco, que sofre com o aumento desenfreado da violência, com a buraqueira e a insegurança nas estradas, com hospitais e UPAs sem funcionar ou operando precariamente e com o desemprego batendo recordes. É hora de mudar esse quadro e reconquistar a posição de liderança que tínhamos no Nordeste”, ressalta.

Fotos: Ricardo Labastier/Divulgação

Postagens mais visitadas deste blog

ZÉ ELIAS CONCEDE ENTREVISTA E FALA SOBRE O MOMENTO DIFÍCIL QUE ESTÁ PASSANDO

EDILSON TAVARES, UM OUTSIDER QUE DEU CERTO