Sobe para 157 o número de mortos na barragem da Vale

Segundo a Defesa Civil, 23 corpos ainda não foram identificados e outras 182 pessoas continuam desaparecidas


Pablo Nascimento, do R7

Buscas continuam por tempo indeterminado
Alex De Jesus/O Tempo/Estadão Conteúdo

A Defesa Civil de Minas Gerais informou, na noite desta quinta-feira (7), que subiu para 157 o número de mortes causadas pelo rompimento da barragem da Vale, em Brumadinho, na Região Metropolitana de Belo Horizonte.

Segundo o órgão, 23 dos corpos encontrados ainda não foram identificados. Até o momento, 182 pessoas seguem desaparecidas, sendo que 127 delas são funcionários terceirizados ou moradores da comunidade.

Nesta quinta-feira, as equipes de resgate entraram no 14° dia de buscas pelas vítimas da tragédia, ocorrida no dia 25 de janeiro. De acordo com o Corpo de Bombeiros, o foco dos trabalhos ficou concentrado nas regiões onde acredita-se haver mais pessoas: onde ficava a área administrativa e o refeitório levados pela lama.

Desde a última semana, a corporação usa maquinário pesado para ajudar, principalmente, na escavação dos locais onde o rejeito endureceu. Ao todo, os resgatistas contam com a ajuda de 11 escavadeiras, 5 pás carregadeiras, 6 caminhões e 5 escavadeiras anfíbias que têm a capacidade de se mover em solos úmidos e secos.

Visita

Ministra encontrou chefe da Defesa Civil de MG
Divulgação / Defesa Civil

No 14º dia após a tragédia, a ministra Damares Alves, do MMFDH (Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos), visitou Brumadinho pela primeira vez após o rompimento da barragem. Ela se reuniu com autoridades locais e comandantes da operação de resgate, elogiando o trabalho feito até o momento.

A ministra anunciou que a Secretaria Nacional de Direitos Humanos irá mapear as principais barragens em risco no país. Damares também alertou que as famílias das vítimas devem ficar atentas sobre os repasses anunciados pela mineradora Vale.

— Na hora de assinar qualquer documento, devem ter o cuidado de não declarar que estão dando por encerrado todo e qualquer tipo de indenização ou pedido de reparação de danos.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

MÉDICOS CUBANOS GANHAM DESPEDIDA, NA SEDE DA UESCC, EM SANTA CRUZ DO CAPIBARIBE