Divulgação de vídeo defendendo golpe é “inaceitável”, diz relator da ONU

Por Jamil Chade

GENEBRA – O relator da ONU para a Promoção da Verdade, Justiça e Reparação, Fabián Salvioli, considera que a decisão do Palácio do Planalto de divulgar um vídeo que defende o golpe de estado de 1964 é “um retrocesso inaceitável”.

Neste domingo, os canais oficiais do Palácio do Planalto distribuíram um vídeo que justifica a tomada de poder pelos militares. “O Exército nos salvou”, diz o narrador do vídeo. “O Exército nos salvou. Não há como negar. E tudo isso aconteceu num dia comum de hoje, um 31 de março. Não dá para mudar a história”, insiste.

Neste domingo, o golpe de estado completa 55 anos. Mas, além de recomendar que a fosse comemorada nos quartéis, a Presidência também enviou sua mensagem, por meio do vídeo.



Num dia como o de hoje o Brasil foi liberto. Obrigado militares de 64! Duvida? Pergunte aos seus pais ou avós que viveram aquela época como foi?

8,463 people are talking about this

Para Salvioli, o gesto adotado pela presidência é ainda “uma ofensa contra as vítimas que ainda não foram reparadas”.

Na sexta-feira, a relatoria da ONU já tinha pedido que Jair Bolsonaro reconsiderasse sua recomendação de realizar uma “comemoração adequada” do golpe militar, ocorrido contra a democracia brasileira em 1964.

Salvioli não poupou críticas ao governo. Num raro gesto, ele chegou a qualificar a iniciativa do presidente de “imoral”. “O Brasil deve reconsiderar planos para comemorar o aniversário de um golpe militar que resultou em graves violações de direitos humanos por duas décadas”, disse o comunicado da relatoria da ONU.

Por telefone, Salvioli confirmou ao blog que enviou uma carta ao governo brasileiro, solicitando que a comemoração fosse reconsiderada. Mas sequer recebeu uma resposta.

Ele ainda indicou que, ao comemorar o golpe, o Brasil está violando seus próprios compromissos internacionais na esfera dos direitos humanos.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Gabarito preliminar das provas do Concurso Público da Prefeitura de Santa Cruz do Capibaribe

Carreata da Frente Popular lota as ruas de Santa Cruz do Capibaribe em apoio à campanha de Paulo Câmara