Ibovespa sobe com estímulos chineses e Wall Street otimista à espera de Powell

Bolsas fecharam em alta enquanto investidores americanos aguardam pistas sobre o aumento de juros nos EUA.

Por Bruno Carbinatto


Depois de uma semana toda de espera, o simpósio anual do Fed em Jackson Hole finalmente começou nesta quinta-feira (25). Mas o mercado ainda vai ter que esperar mais um pouco para a atração principal – Jerome Powell, presidente do banco central americano, fala apenas amanhã, às 9h do horário de Brasília. Até lá, porém, predominou a ideia de que o tão aguardado discurso trará boas novas: as bolsas fecharam em forte alta nesta quinta, o que ajudou também o Ibovespa a se manter no azul.

O Simpósio de Jackson Hole é um encontro anual que ocorre no rural e montanhoso estado de Wyoming. Ele reúne, além das autoridades do Fed, outros banqueiros centrais, economistas e acadêmicos de todo o mundo para discutir o tema escolhido (o deste ano é “Reavaliando as restrições à economia e a política monetária”).

O que o mercado quer, mesmo, é que as falas do evento tragam pistas sobre os próximos passos do Fed quanto à escala de juros nos EUA. O BC deles vem aumentando a taxa já há algum tempo para combater a inflação – que, nos atuais 8,5%, é a maior em mais de quatro décadas. O Fed costuma dar dicas para o mercado sobre seus planos e previsões para a economia, seja através das atas oficiais ou de falas públicas.

No entanto, o órgão está especialmente misterioso sobre seus próximos passos – seja sobre a magnitude do próximo aumento, em setembro, seja sobre o que vem depois, ou seja, até quando os aumentos devem continuar acontecendo.

Por isso mesmo a fala de Powell amanhã em Jackson Hole é tão aguardada. Mesmo assim, nada impede que o presidente do BC simplesmente traga mais do mesmo – nos últimos meses, o discurso de Powell tem se mantido na linha do “vamos fazer de tudo para combater a inflação”, o que indica uma postura mais agressiva, embora ele eventualmente encaixe alguns afagos ao mercado no meio.

Os investidores começaram o dia na incerteza sobre as expectativas, com as bolsas sem fôlego pela manhã. O humor mudou, porém, se firmando em terreno positivo ao longo do dia, com o S&P 500 fechando com alta de 1,42%. Aparentemente, o mercado está otimista com a fala de Powell amanhã.

China e Ibovespa

A bolsa brasileira surfou no otimismo gringo e também subiu 0,56% nesta quinta. Não foi só os EUA: as notícias do outro lado do mundo também ajudaram a sustentar o otimismo.

O governo chinês anunciou um novo pacote de medidas de estímulos à economia que somam US$ 146 bilhões, com foco em projetos de infraestrutura. É mais uma medida para tentar colocar gás na maior segunda economia do mundo, que agora vem sentindo as consequências dos lockdowns severos para conter a Covid-19 e também a recente e severa onda de calor que assola o país, que levou a uma crise energética e inclusive paralisou fábricas e empresas.

Estímulos na economia chinesa como esse podem significar boas notícias para o Ibovespa, já que o país asiático é consumidor voraz de commodities, o principal setor da bolsa brasileira. Mas, vale ressaltar, economistas alertaram que o novo pacote de estímulso ainda é insuficiente para reverter o caminho da economoia chinesa, que deve continuar crescendo, mas mais lentamente. A ver.

Até amanhã.

Maiores altas
Alpargatas (ALPA4): 10,06%
Azul (AZUL4): 5,62%
Gol (GOLL4): 5,49%
Petz (PETZ3): 5,00%
Magazine Luiza (MGLU3): 4,00%

Maiores baixas
Energisa (ENGI11): -2,77%
Eletrobras (ELET6): -1,78%
Cemig (CMIG4): -1,71%
Engie Brasil (EGIE3): -1,67%
JHSF (JHSF3): -1,50%

Ibovespa: 0,56% aos 113.531 pontos

Em Nova York
S&P 500: 1,42%, aos 4.199 pontos
Nasdaq: 1,67%, aos 12.639 pontos
Dow Jones: 0,98%, aos 33.293 pontos

Dólar: 0,02%, a R$ 5,1121

Petróleo
Brent: -1,87%, a US$ 98,46
WTI: -2,50%, a US$ 92,52

Minério de ferro: -1,01%, cotado a US$ 103,05 por tonelada em Cingapura

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

'Chocante é o apoio à tortura de quem furta chocolate', diz advogado que acompanha jovem chicoteado

Em novo caso de nudez, corredora sai pelada em Porto Alegre