Você sabe ouvir?

Por Dário Gomes

Imagem da internet

Portanto, meus amados irmãos, todo o homem seja pronto para ouvir, tardio para falar, tardio para se irar. Tiago 1:19.

No início da era cristã  o apóstolo Tiago já advertia: Esteja pronto para ouvir e seja mais cuidadoso no falar. Jonh C. Maxwel, no livro de ouro da liderança, afirma: "Os melhores líderes são aqueles que sabem ouvir"  a principal fonte da liderança está na capacidade de ouvir e entender as pessoas.

Muitos pensam que, por falarem muito, serão tidos por sábios ou inteligentes, acham que, se ouvirem os liderados estarão se submetendo a eles, puro engano. Quem ouve tem uma melhor capacidade de averiguar uma situação e melhores condições  para uma tomada de decisão.

O líder tem que ouvir os liderados, olhar nos olhos e prestar atenção ao assunto por eles trazido. Não é falando que se analisa uma situação, mas ouvindo. Quem ouve sabe o que precisa ser dito. Maxwel aponta cinco benefícios quando se aprende a ouvir, são eles:

  1. Entenda as pessoas antes de começar a liderá-las.
  2. Ouvir é a melhor maneira de aprender.
  3. Saber ouvir pode impedir que problemas se avolumam.
  4. Saber ouvir estabelece uma relação de confiança.
  5. Saber ouvir fortalece a organização.
Precisamos, muitas vezes, fazer uma análise de como estamos nos gerenciando no aspecto da atenção, se somos ouvintes ou só falantes. Exercitar a nós mesmos é de bom proveito para sabermos atender ou julgar uma situação. 

Quando aprendemos a ouvir,  também aprendemos a capacidade de domínio próprio e assim conseguimos dominar aos que estão sob nossa responsabilidade.

O sábio Salomão escreveu: 

 Até o tolo, quando se cala, é reputado por sábio; e o que cerra os seus lábios é tido por entendido.Provérbios 17:28.

Que Deus vos abençoe.

*Evang. Dário G. de Araujo

Fonte: Maxwel, Jonh C, O livro de ouro da liderança, Rio de Janeiro, 2008, p. 63.
            Biblia Hábil 3.0 (Koinonia)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Em novo caso de nudez, corredora sai pelada em Porto Alegre

Em 2020, Governo Bolsonaro gastou R$ 15 milhões em leite condensado