Municípios do Agreste Meridional recebem investimentos estaduais para reforçar os serviços sócio-assistenciais e de segurança alimentar

 

Entre os investimentos, Lagoa do Ouro e Saloá recebem recursos para a implantação de cozinhas comunitárias, equipamento do programa Tá na Mesa PE. O anúncio dos investimentos será nesta sexta-feira (12) durante visita do secretário de Desenvolvimento Social, Sileno Guedes


O Governo do Estado vai destinar recursos estaduais para que os municípios de Lagoa do Ouro e Saloá, no Agreste Meridional, reforcem os serviços sócio-assistenciais e de segurança alimentar e nutricional. Serão mais de R$445 mil, repassados para as cidades através de Cofinanciamento Fundo a Fundo. Os anúncios dos investimentos aconteceram nesta sexta-feira (12) durante visita do secretário de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude (SDSCJ), Sileno Guedes. 


Cada município, vai receber R$194.000,00 para a implantação de cozinhas comunitárias através da adesão do programa Tá na Mesa PE, iniciativa que monitora as 34 cozinhas espalhadas pelas 29 cidades do Estado. Serão investidos R$ 50.000,00 para equipagem e R$ 144.000,00 para custeio em 12 parcelas. “Por entender a importância das cozinhas comunitárias como um equipamento de inclusão social produtiva e de garantia de refeição saudável e adequada para as pessoas em situação de insegurança alimentar e nutricional, o Governo de Pernambuco tem atuado para viabilizar a reabertura das unidades que estavam fechadas por conta da pandemia e implantar novas cozinhas em cidades que não tinham a oferta do serviço. Esse trabalho faz parte do nosso compromisso em garantir direitos básicos e amparar as pessoas em vulnerabilidade social”, pontuou o gestor. 


As cozinhas comunitárias são equipamentos públicos de educação e segurança alimentar e nutricional com capacidade de produção de refeições diárias. Em Pernambuco, há 34 unidades distribuídas em 29 municípios. Por conta da pandemia do novo coronavírus, 20 unidades precisaram suspender os serviços. Com a reabertura, a expectativa é que cada equipamento realize cerca de 200 refeições diárias.


Mais investimentos -  Além desse recurso, Lagoa do Ouro recebe ainda recursos para a manutenção dos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) e Centros de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS). Serão repassados para Lagoa do Ouro, R$ 57.500,00. 


Os recursos destinados para a Assistência Social fazem parte do Plano de Retomada, planejamento estratégico construído pelo Governo do Estado para reconduzir o desenvolvimento econômico e social de Pernambuco após o período mais rigoroso de enfrentamento ao novo coronavírus. 


Foto: Wesley D'Almeida

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Em novo caso de nudez, corredora sai pelada em Porto Alegre

Em 2020, Governo Bolsonaro gastou R$ 15 milhões em leite condensado