Diogo Moraes comenta notícia de falta d’água no Agreste

ESTIAGEM – De acordo com o deputado, colapso dos reservatórios deve-se 
ao fato de não chover o suficiente há sete anos consecutivos. 
Foto: Roberto Soares

O deputado Diogo Moraes (PSB) repercutiu, na Reunião Plenária desta quinta (26), as notícias sobre a suspensão no abastecimento de água em Santa Cruz do Capibaribe, no Agreste. O deputado criticou o que chamou de “sensacionalismo” dos que culpam o Governo do Estado pela situação. De acordo com ele, o colapso dos reservatórios deve-se ao fato de não chover o suficiente há sete anos consecutivos.

Segundo Moraes, o Poder Executivo possui estratégias para enfrentar o problema. Ele citou o cinturão que inclui as adutoras do Pirangi, do Prata e de Tabocas e a construção da adutora do Alto Capibaribe: “Não é culpa do Governo, dos deputados ou dos prefeitos estarmos há sete anos sem chuva. Se o Estado ficasse parado, não teríamos uma obra de R$ 88 milhões para captar água do Rio São Francisco na Paraíba e trazer para a região. Mas isso só vai ser possível a partir do primeiro semestre de 2020.”

Conforme apontou, os mananciais que abastecem Santa Cruz estão em colapso. “As pessoas vêm tirar proveito de algo que não é culpa nossa, mas do sistema climático”, prosseguiu. “O Governo Estadual está tirando água de Caruaru para cidades vizinhas abastecidas pelo sistema de Jucazinho, que também está em colapso. A parte que cabe a ele está sendo feita”, assegurou.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

MÉDICOS CUBANOS GANHAM DESPEDIDA, NA SEDE DA UESCC, EM SANTA CRUZ DO CAPIBARIBE