Pronunciamento de Bolsonaro sobre Amazônia é recebido com panelaço em cidades do País

Protestos ocorreram em São Paulo, Rio, Salvador e Recife enquanto presidente comentava situação das queimadas na região. Operação das Forças Armadas foram autorizadas na Amazônia Legal

O Estado de S.Paulo

SÃO PAULO, RIO E BRASÍLIA - O pronunciamento do presidente Jair Bolsonaro na noite desta sexta-feira, 23, sobre medidas de mitigação ao avanço das queimadas na Amazônia foi recebido com panelaço em diferentes cidades brasileiras, como São Paulo, Rio, Salvador, Brasília e Recife. A questão ambiental e as políticas do governo federal motivou intensa reação global nos últimos dias


Pelas redes sociais, usuários relataram panelaços na região da Avenida Paulista, na Pompeia, na Vila Madalena e em Perdizes, em São Paulo, assim como nas Laranjeiras, Leme, Tijuca, Humaitá, Alto Leblon e Glória, no Rio. A forma de manifestação durante pronunciamentos oficiais de um presidente lembra o movimento que criticou a gestão da ex-presidente Dilma Rousseff em 2015 e 2016, quando os panelaços se multiplicaram. 


Ao longo desta sexta, também ocorreram protestos nas ruas da capital paulista e também no Rio e em Salvador. Manifestações também foram realizadas em frente a representações oficiais do Brasil no exterior, como em Londres e em Genebra. 
No pronunciamento, o presidente Bolsonaro adotou um tom mais moderado e disse incêndios florestais acontecem em todo o mundo e não podem ser pretexto para possíveis sanções internacionais. "Seguimos abertos ao diálogo com base no respeito e cientes da nossa soberania." Mais cedo, ele já havia autorizado o uso das Forças Armadas em operações na Amazônia Legal para combater as queimadas.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

PROFESSORA INDIGNADA ESCREVE AO BLOG DO JAIRO GOMES