Homem flagrado nu com a namorada será indenizado em R$ 7 mil pelo sogro

EM Estado de Minas

Casal estava dentro do carro quando foi surpreendido por pai e irmão da moça. O homem saiu correndo e o sogro danificou o carro dele

Caso ocorreu em um distrito do município de Patos de Minas, no Alto Paranaíba
(foto: Reprodução da internet/Facebook/Prefeitura de Patos de Minas)

Um homem vai receber R$ 5 mil por danos morais e R$ 2 mil por danos materiais após ser sido abordado de forma violenta pelo pai e irmão da então namorada quando eles foram encontrados nus dentro do carro dele. Os parentes da mulher danificaram o veículo dele. O caso ocorreu em Pilar, distrito de Patos de Minas, no Alto Paranaíba. 

Em sua defesa, o pai da jovem disse que o rapaz saiu correndo quando o viu chegando. O homem tentou alcançar o genro, mas não conseguiu. Transtornado, ele voltou e quebrou uma peça do veículo. Os desembargadores que analisaram entenderam que as agressões causaram pânico no homem, fazendo com que ele fugisse do veículo. “Além da exposição vexatória a que ele foi submetido, o dano moral ainda reside no medo e no pavor que tomaram conta de sua mente quando viu seu carro ser completamente destruído pelo pai da moça”, informou o Tribunal de Justiça. 

“Eles registraram que a mulher, na época dos fatos, era maior de idade e namorava nua no interior do veículo de seu namorado, por livre e espontânea vontade, exercendo a liberdade que lhe é garantida pela Constituição Federal”, completou o TJMG sobre a posição dos magistrados. 

Para os desembargadores, se a família da jovem foi exposta pela situação, ela ocorreu responsabilidade do pai dela, “já que se levantou de sua cama no meio da noite para sair atrás da filha e do namorado, depredando o veículo e deixando o rapaz em fuga e sem roupas”. O Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) preservou as identidades dos envolvidos.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Gabarito preliminar das provas do Concurso Público da Prefeitura de Santa Cruz do Capibaribe

SETE GOVERNADORES ENCARAM TEMER E DIZEM NÃO A PEDRO PARENTE