Com demissão, Vélez pode ganhar até R$ 120 mil de auxílio

A demora para afastar o ex-ministro da Educação do cargo fez com que ele poupasse, pelo menos, R$ 60 mil

Marcelo Camargo/Agência Brasil

O tempo em que o governo de Jair Bolsonaro (PSL) demorou para exonerar Ricardo Vélez Rodríguez do cargo de ministro da Educação pode render até R$ 120 mil para os bolsos do ex-chefe da pasta. As informações são da colunista Mônica Bergamo.

Caso Vélez fosse demitido antes dos 90 dias, ele teria que devolver os R$ 61 mil de auxílio-mudança que recebeu no início do mandato. Ele ainda poderá receber cerca de 60 mil para fazer a mudança de volta, caso queira regressar à Londrina, sua cidade natal.

O agora ex-ministro foi demitido nessa segunda-feira (8/4) por meio de postagem no twitter de Jair Bolsonaro (PSL), devido a tomada de decisões e comentários polêmicos, que atrapalharam a imagem do governo.

(Do site Metrópoles)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Gabarito preliminar das provas do Concurso Público da Prefeitura de Santa Cruz do Capibaribe

Carreata da Frente Popular lota as ruas de Santa Cruz do Capibaribe em apoio à campanha de Paulo Câmara