Alepe cancela compra de R$ 1,8 mi para homenagem a Miguel Arraes

Os livros sobre Miguel Arraes seriam distribuídos em um 'kit-box' com dois livros, ao custo unitário de R$ 456 cada, segundo o empenho oficial da despesa

O livro seria uma homenagem ao ex-governador Miguel Arraes
Foto: Alexandre Severo/ Acervo JC Imagem

Da Editoria de Política
JC Online

Após o Tribunal de Contas do Estado (TCE) proibir a compra de quatro mil livros, ao custo total de R$ 1,8 milhão, para homenagear o ex-governador Miguel Arraes, a Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) cancelou em definitivo a compra. A informação consta no Diário Oficial do Estado, desta quinta-feira (7).

A aquisição foi inicialmente suspensa a pedido do procurador Cristiano Pimentel, do Ministério Público de Contas de Pernambuco (MPCO). Em seguida, a conselheira Teresa Duere, do Tribunal de Contas do Estado (TCE), expediu uma cautelar, proibindo o pagamento dos livros.

A decisão de cancelar o gasto foi do novo primeiro-secretário da Assembleia, deputado Clodoaldo Magalhães (PSB). O ex-primeiro-secretário da Assembleia, deputado Diogo Moraes (PSB), foi quem autorizou a compra sem licitação em 21 de dezembro do ano passado.

KIT

Os livros seriam distribuídos em um "kit-box" com dois livros, ao custo unitário de R$ 456 cada, segundo o empenho oficial da despesa, publicado no site TomeConta do TCE. Ao pedir a suspensão da compra sem licitação, o MPCO alegou o "momento de crise que vive o país e o Estado de Pernambuco".

"Em primeiro lugar, registra este membro do MPCO que o Governador Miguel Arraes, por toda a sua história e biografia, é merecedor de todas as homenagens em Pernambuco, no Brasil e no mundo. O MPCO, contudo, coloca à Relatora a pertinência de um gasto tão elevado em livros para realizar uma homenagem, em um momento de tanta crise financeira no país e também no Estado de Pernambuco. Afinal, está se tratando de quase 2 milhões de reis em livros para serem distribuídos como homenagem", afirmou o procurador Cristiano Pimentel, do MPCO, ao requerer a suspensão.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Gabarito preliminar das provas do Concurso Público da Prefeitura de Santa Cruz do Capibaribe

SETE GOVERNADORES ENCARAM TEMER E DIZEM NÃO A PEDRO PARENTE