Onda amarela e vermelha invade ruas do Recife para abraçar Paulo e Haddad


Mais de 50 mil pessoas mostraram que estão com os candidatos que vão trazer o Brasil de Lula de volta e que vão manter Pernambuco na frente

O amarelo e o vermelho da Frente Popular de Pernambuco tomaram conta do Centro do Recife na manhã deste sábado (22), deixando as ruas da cidade estreitas para receber a maior caminhada da história da capital pernambucana. Acompanhando os candidatos à Presidência da República, Fernando Haddad (PT), e à reeleição Paulo Câmara (PSB), cerca de 50 mil pessoas seguiram o tradicional percurso da coligação, que saiu da Praça Maciel Pinheiro, em direção à Praça da Independência. Um comício marcou o encerramento do ato. 

No local, Fernando Haddad reforçou o compromisso com o governador Paulo Câmara e falou da necessidade de eleger um time que ajudará o Brasil voltar a ser dos brasileiros e a manter Pernambuco no caminho dos avanços. “Queria fazer um agradecimento ao povo aqui do Recife e de Pernambuco. Quero dizer: não se faz nada sozinho. A gente tem mania de achar que elege presidente e está resolvido. O presidente precisa de parceria no congresso e parceria dos governadores, senão não consegue governar e temos muita coisa para arrumar. Temos que estar unidos todos nós. Aqui temos o Paulo Câmara! Vamos, em 2018, olhar com força o país que a gente quer construir. O povo quer o país de volta. Preciso de vocês. Não fazemos sozinhos. O Lula não fez sozinho, o Lula tinha time. Temos time e lado. O lado do povo. Até a vitória!”, afirmou Haddad. 


Sempre lembrando o ex-presidente Lula, Haddad também destacou que, em poucos dias, o Brasil será novamente resgatado para o povo brasileiro. Ele também pontuou que, com Lula, o Nordeste viveu seu período de maior crescimento. “No Brasil do Lula, nós cuidávamos de todos os estados brasileiros da mesma maneira. Tem gente que se queixa, porque o Nordeste se desenvolveu mais que média nacional. Por que o Nordeste se desenvolvia mais? Tinha crescimento chinês. O Brasil crescia 4 e Nordeste, 9%. Por que isso aconteceu? Porque a primeira vez que algum presidente olhou para o Nordeste foi (no governo) Lula. Porque ele sabia a dívida do Nordeste histórica na Educação, na Saúde”, acrescentou. 

O governador Paulo Câmara lembrou que a população de Pernambuco tem a responsabilidade de ajudar na missão de fazer o Brasil voltar a ser feliz com o time de Haddad e Lula, tirando o país do atraso com a Turma de Temer. O socialista também enfatizou que, nesta reta final da campanha, não vai faltar empenho e dedicação para lutar por um país melhor. “Quero dizer ao povo de Pernambuco que a gente tem muita honra de ter aqui o apoio do presidente Lula. O apoio do presidente que fez tanto por Pernambuco, que quer fazer com que Pernambuco e o Brasil voltem a ser felizes. Haddad, sua vinda a Pernambuco significa isso: a esperança para o Brasil voltar a ser feliz e Pernambuco ficar na frente. Por isso, eu peço a vocês, nesse dia de sol de sábado, a gente tem uma caminhada de 15 dias e temos que escolher o lado do povo, o lado de Miguel Arraes, de Eduardo Campos, de Lula, de Fernando Haddad”, disse. 


A futura vice-presidente do Brasil, Manuela D’Ávila (PCdoB) também participou da caminhada e brincou com a quantidade de gente presente ao ato político. “É a primeira vez que venho ao Galo da Madrugada e termino com um discurso! A nossa caminhada parecia o Galo, de tanta alegria, de tanta gente, da multidão que abraça Haddad, que me abraça, que abraça Humberto, Paulo e Luciana. Que abraça o time de Lula em Pernambuco e diz que vamos vencer a eleição!”, exaltou a candidata.

A fala ganhou reforço da candidata a vice-governadora Luciana Santos, do mesmo partido de Manu. “Muito me honra estar aqui como vice-governadora da Frente Popular de Pernambuco, que existe desde 1955, com Pelópidas. Não podemos ter dúvidas. Existem dois lados nessa eleição: ou estamos do lado do povo, da soberania nacional, do lado dos trabalhadores ou nós estamos do lado do Temer”, destacou Luciana.  


Também presente no ato, o senador Humberto Costa (PT) lembrou que Pernambuco viveu um dos seus melhores períodos quando Lula era presidente e Eduardo Campos, governador. Humberto falou que essa parceria será novamente possível elegendo Paulo Câmara no Estado e Fernando Haddad, presidente da República. “Em duas semanas, vamos escolher entre o time de Lula e a Turma do Temer. No dia 7 de outubro, é Paulo governador, Haddad presidente e Humberto senador!”.

Fotos:  
Andréa Rêgo Barros/Frente Popular  
Ricardo Stuckert (renomeadas) 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Gabarito preliminar das provas do Concurso Público da Prefeitura de Santa Cruz do Capibaribe

Carreata da Frente Popular lota as ruas de Santa Cruz do Capibaribe em apoio à campanha de Paulo Câmara