BERNARDO MELLO FRANCO: ILUSÃO DE INVESTIGAR TUCANOS DUROU 24 HORAS


O jornalista Bernardo Mello Franco afirma que a ilusão de que a Lava-Jato iria pegar o pré candidato a presidência do PSDB durou apenas 24 horas; o temor de que após a prisão de Lula, a polícia federal iria atrás de outros políticos se dissipou e se transformou em alívio, mediante à blindagem tucana que, ao que parece, tende a se fortalecer ainda mais

247 – O jornalista Bernardo Mello Franco afirma que a ilusão de que a Lava-Jato iria pegar o pré candidato a presidência do PSDB durou apenas 24 horas. O temor de que após a prisão de Lula, a polícia federal iria atrás de outros políticos se dissipou e se transformou em alívio, mediante à blindagem tucana que, ao que parece, tende a se fortalecer ainda mais.

“Durou 24 horas a ilusão de que a Lava-Jato pegaria o presidenciável do PSDB. Depois da prisão de Lula, a operação ensaiou fechar o cerco em torno de Geraldo Alckmin. Ele renunciou ao governo de São Paulo e perdeu o foro privilegiado no Superior Tribunal de Justiça.

Na terça-feira, o braço paulista da Lava-Jato pediu, “com urgência”, que o inquérito contra o tucano fosse encaminhado à primeira instância. "Urgência houve, mas não foi exatamente para investigar. Ontem a tarde, a Procuradoria-Geral da República tabelou com o STJ e livrou Alckmin da mira da operação”.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Gabarito preliminar das provas do Concurso Público da Prefeitura de Santa Cruz do Capibaribe

Carreata da Frente Popular lota as ruas de Santa Cruz do Capibaribe em apoio à campanha de Paulo Câmara