ILDO SAUER AO 247: PRIVATIZAR A ELETROBRAS É UMA PROPOSTA INDECENTE


O atual vice-diretor do Instituto de Energia e Ambiente da USP, ex-diretor de Gás e Energia da Petrobrás e um dos maiores especialistas em energia do país, professor Ildo Sauer, discorda em gênero, número e grau da anunciada pretensão do governo Temer de privatizar a Eletrobrás; "Trata-se de uma proposta indecente, pra dizer o mínimo, de um governo ilegítimo que não tem autoridade nenhuma para fazer esse tipo de coisa", afirma, em entrevista à TV 247; o engenheiro lembra de um dispositivo constitucional que impede esse tipo de transação: "A população brasileira é a dona real dos recursos hídricos segundo o artigo 20 da constituição"; Sauer é categórico em desmentir o ministro das Minas e Energia, Fernando Bezerra Filho, sobre o fato de que haverá queda nas tarifas: "É impossível!"

247 - O atual vice-diretor do Instituto de Energia e Ambiente da USP, ex-diretor de Gás e Energia da Petrobrás e um dos maiores especialistas em energia do país, professor Ildo Sauer, discorda em gênero, número e grau da anunciada pretensão do governo Temer de destruir o sistema elétrico nacional com a chamada privatização da Eletrobrás.

"Espero que não seja feita", afirma nesta entrevista exclusiva, ao vivo, à TV 247, realizada pelos jornalistas Gisele Federicce e Alex Solnik. "Trata-se de uma proposta indecente, pra dizer o mínimo, de um governo ilegítimo que não tem autoridade nenhuma para fazer esse tipo de coisa".

O engenheiro lembra de um dispositivo constitucional que impede esse tipo de transação: "A população brasileira é a dona real dos recursos hídricos segundo o artigo 20 da constituição".

Nem no país mais capitalista do mundo, os Estados Unidos, a energia é controlada pela iniciativa privada: "Houve uma tentativa nos anos 30 de privatizar e houve uma rejeição enorme... hoje ninguém quer ouvir falar nisso".

Sauer é categórico em desmentir o ministro das Minas e Energia, Fernando Bezerra Filho: "O ministro, não sei com que argumentos... no mínimo é uma mentira deslavada, disse que vai privatizar para diminuir as tarifas... é impossível! É mentira! É cara de pau!". Para ele, o objetivo é outro: "Locupletar os grupos políticos e econômicos que apoiam o governo".

Não mede palavras para se referir ao governo Temer, a quem chama de "usurpador do poder": "Nós não temos uma democracia no Brasil, temos uma cleptocracia e a privatização da Eletrobrás é mais um passo dela".

"Mesmo o governo americano tem um nítido desprezo pelo governo Temer". "Esse Congresso é alimentado à base de favores e negócios. Esse Congresso não discute projetos estratégicos. Só se discute como repartir e o que tomar que pode ser tomado". E alerta: "A privatização vai aprofundar a corrupção".

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Gabarito preliminar das provas do Concurso Público da Prefeitura de Santa Cruz do Capibaribe

Carreata da Frente Popular lota as ruas de Santa Cruz do Capibaribe em apoio à campanha de Paulo Câmara