Marília Arraes detalha proposta do Bilhete Único para o transporte metropolitano em sabatina da TV Globo


Candidata ao Governo do Estado pela coligação PERNAMBUCO NA VEIA também apresentou seus projetos para a saúde, abastecimento de água, segurança pública, habitação, cultura e diversos outros temas

A candidata ao Governo do Estado pela coligação PERNAMBUCO NA VEIA, Marília Arraes, participou, na tarde desta terça-feira (13), de uma sabatina na TV Globo. Um dos temas abordados por Marília foi o Bilhete Único, uma das principais propostas de seu programa de governo. Mensalmente, cerca de 30 milhões de pessoas utilizam o Sistema de Transporte Público de Passageiros na Região Metropolitana. Porém, por conta do alto valor das tarifas e da elevada taxa de desemprego, o número de passageiros vem caindo drasticamente ao longo dos anos. Além disso, o sistema sofre com problemas crônicos que interferem diretamente na qualidade do serviço ofertado.

"O Bilhete Único será uma realidade. Estamos promovendo um estudo amplo sobre o tema. Parte do valor será custeado com um percentual do IPVA, antes da partilha com os municípios. É uma mudança conceitual que precisa ser feita”, destacou. Marília também se comprometeu em acabar com a política dos anéis tarifários. “A Região Metropolitana do Recife é um dos poucos locais onde ainda temos essa prática de cobrança de tarifas diferentes. Uma prática injusta, porque a população mais carente, que mora mais longe dos centros urbanos, é que acaba sendo penalizada tendo que pagar tarifas mais altas. Vamos transformar o transporte coletivo em um direito social, democratizando o acesso e o direito de ir e vir do cidadão, do trabalhador", afirmou.

Questionada sobre o projeto do Arco Metropolitano, hoje paralisado, Marília deixou clara sua disposição de transformá-lo em realidade. "Vamos fazer todas as análises e discussões ambientais sobre o Arco Metropolitano, que é uma obra necessária para o desenvolvimento econômico de Pernambuco. Mas do jeito que está, da forma como o projeto foi apresentado, é uma ameaça a vários mananciais na APA Beberibe, em Aldeia. Vamos destravar essa questão, e se for necessário, refazer o projeto", assegurou.

A candidata ao Governo de Pernambuco também se comprometeu em fortalecer a segurança pública, principalmente as ações voltadas especialmente às mulheres. "Vamos expandir o número de Delegacias da Mulher para todas as regiões, além de criar uma versão itinerante. Além disso, os efetivos passarão a ter condições reais de trabalho, o que hoje não acontece. Haverá integração e investimento em inteligência, sempre na busca dos melhores resultados para a população. Há recursos para isso, um exemplo é o dinheiro que vem através do Sistema Único de Segurança Pública. Hoje, a maior parte desses recursos acaba se perdendo na burocracia, para a área meio, não chega na ponta”, explicou a candidata, acrescentando que também vai promover concurso para a Polícia Penal e atuar na valorização de todas as corporações que integram o sistema de segurança do Estado.

Outros temas abordados na sabatina na TV Globo:

Saúde: Apontado como um dos principais problemas dos pernambucanos, Marília Arraes reforçou a priorização da Saúde, com programas como a Casa da Mulher Pernambucana, a transformação das UPAE's em unidades de diagnósticos e alta resolução, a criação do programa Mais Médicos Pernambuco e o investimento na restauração dos hospitais, conclusão dos que não foram terminados e investimento na aquisição de equipamentos.

Transnordestina: Marília afirmou que irá dialogar diretamente com o presidente Lula, a partir do próximo ano, para buscar a conclusão da obra – com destaque para o trecho que liga o interior do Estado ao Porto de Suape.

Moradia: Como governadora, Marília vai investir, anualmente, pelo menos 1% da Receita Corrente Líquida de Pernambuco em habitação. Hoje, há um déficit de mais de 330 mil moradias no Estado, sendo mais de 71 mil apenas no Recife.

Cultura: Considerada fundamental para fomentar cidadania e dignidade, Marília vai implementar o novo Movimento de Cultura Popular (MCP), desburocratizando o processo de contratação de artistas populares e em início de carreira, intensificando a alfabetização de jovens e adultos e unindo cultura e educação como agentes transformadores da sociedade.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

'Chocante é o apoio à tortura de quem furta chocolate', diz advogado que acompanha jovem chicoteado

Em novo caso de nudez, corredora sai pelada em Porto Alegre