Bom Jardim ganha cozinha comunitária cofinanciada pelo Governo de Pernambuco


Equipamento terá capacidade para servir 200 refeições por dia gratuitamente ou a preços populares

 

Mais uma cozinha comunitária cofinanciada com recursos estaduais foi inaugurada em Pernambuco. A unidade fica no município de Bom Jardim, no Agreste Setentrional, e serviu as primeiras refeições para a população na manhã desta terça-feira (30). O equipamento, implantado por meio do programa Tá na Mesa PE, tem o objetivo de contribuir com as ações de enfrentamento à insegurança alimentar e nutricional. O aporte chega a R$ 182 mil, sendo R$ 50 mil para investimento na estrutura e R$ 132 mil para custeio.

 

"A entrega de uma cozinha comunitária é uma política social de extrema importância em tempos de tanta vulnerabilidade social no Brasil. O recurso que repassamos do Fundo Estadual de Assistência Social para os Fundos Municipais de Assistência Social é investido na implantação do espaço e depois, mensalmente, na compra de insumos para o preparo dos alimentos", afirmou o secretário de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude de Pernambuco, Edilazio Wanderley, que participou da inauguração.

 


A cozinha comunitária ganhou o nome de José Soares da Silva em homenagem ao ex-vereador Zé Grande, atuante em Baraúna, comunidade carente de Bom Jardim onde o equipamento foi instalado. Em seu discurso, o prefeito Janjão exaltou o programa Tá na Mesa PE e outras ações sociais realizadas pelo Governo do Estado, como o Auxílio Pernambuco – que destinou quase R$ 1,8 milhão para 1.173 famílias afetadas pelas chuvas no município – e o programa Pernambuco que Alimenta – que encaminhou 533 kits de gêneros alimentícios produzidos por agricultores familiares para moradores da região. "Sempre que precisamos, a gestão estadual tem nos atendido e demonstrado sensibilidade para as necessidades do povo de Bom Jardim", testemunhou o gestor.

 

TÁ NA MESA PE – A iniciativa inclui o repasse de recursos para investimento (aquisição de equipamentos) e custeio (compra de insumos) de cozinhas comunitárias. Desde agosto de 2021, no âmbito do Plano Retomada, seis cozinhas já foram inauguradas e se somaram a outras 28 que já existiam. Em maio deste ano, o Governo do Estado decidiu universalizar o programa, atendendo todos os municípios pernambucanos. Atualmente, 63 equipamentos estão em implantação e 83 na fase de termo de aceite pelas prefeituras. Cada cozinha disponibiliza 200 refeições por dia gratuitamente ou comercializa parte da produção a preços populares.

Imagens: Marcelo Vidal/SDSCJ

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

'Chocante é o apoio à tortura de quem furta chocolate', diz advogado que acompanha jovem chicoteado

Em novo caso de nudez, corredora sai pelada em Porto Alegre