Zé Boi dispara contra o presidente da Câmara de Santa Cruz: “Passou a mão no combustível da gente. Eu não sei como vai ser esse final de Capilé”

Por Alberes Xavier

O Vereador de Santa Cruz do Capibaribe, Zé Boi (DEM), esteve presente na audiência pública que aconteceu na Alepe nesta quinta-feira (16), para debater sobre os impactos que os acordos internacionais com os países asiáticos podem trazer para o polo de confecção do Agreste. “É de grande importância Alessandra Vieira estar com esse movimento, que é para todos os lados [políticos]. Espero que todos os deputados de todas as bancadas estejam presentes e apoiem a comissão para ir até ao Governo Federal para que nosso polo de confecção não seja prejudicado”, destacou durante participação na Rede Pernambuco de Rádios.

Zé Boi avaliou que a gestão municipal ainda não “disse para que veio”. Segundo o vereador, o prefeito precisa buscar “orientação”, e até agora, aconteceram apenas duas ações positivas: a Festa de Setembro e o Natal Encantado. “Espero que ele acorde porque o tempo voa, um ano já passou”, pontuou.

O vereador não economizou críticas ao atual presidente da Câmara de Vereadores, Capilé da Palestina (PSD). Segundo o vereador oposicionista, falta diálogo, apoio para os parlamentares e principalmente atitude da parte do presidente. “Capilé começou todo errado. Aos seus pares ele não agradou. Eu sempre fui daqueles que defendia ele. Mas ele com a gente só judiou. Negando diárias, disse que ia fazer a reforma da Câmara e até agora nada. Em novembro não fez a renovação da licitação e passou a mão no combustível da gente. Eu não sei como vai ser esse final de Capilé”, frisou.

Zé Boi disse que Capilé negou uma ajuda para os vereadores participarem da audiência pública em defesa do polo de confecção. “Um negócio desse, de precisão para o polo de confecção, e ele não liberou nada”, falou.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

'Chocante é o apoio à tortura de quem furta chocolate', diz advogado que acompanha jovem chicoteado

Em novo caso de nudez, corredora sai pelada em Porto Alegre