Luciana Santos critica discurso de Bolsonaro na ONU


O pronunciamento vergonhoso do presidente Jair Bolsonaro na 76ª abertura da Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), em Nova York nesta terça-feira (21), foi criticado pela presidenta nacional do PCdoB e vice-governadora de Pernambuco, Luciana Santos.

Em seu perfil nas redes sociais, a dirigente considerou o pronunciamento do presidente brasileiro falacioso e irreal. Segundo ela, “o discurso de Bolsonaro foi uma sucessão de mentiras. Descredenciou a mídia, defendeu tratamento precoce contra a Covid-19, negou a realidade da miséria, do desmatamento, do descaso com a pandemia e com nossos indígenas”, destacou.

Em 12 minutos, Bolsonaro usou o tradicional discurso que a ONU reserva aos governos do Brasil para mentir, omitir e deturpar dados e informações sobre a realidade brasileira.

Segundo Luciana Santos, a fala de Bolsonaro foi “um desserviço imensurável para a imagem e a economia do Brasil”, rebateu a dirigente.

Da mesma forma, a presidenta do PCdoB criticou a postura insensata do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga que respondeu os protestos de militantes contra Bolsonaro em Nova York com gestos obscenos. “Um governo autoritário não sabe conviver com críticas e diferenças”, ressaltou Luciana.

O vídeo do ministro mostrando o dedo para manifestantes circulou nas redes sociais. A imagem foi feita em frente à residência da Missão Brasileira junto à ONU nesta segunda-feira (20).

Para a presidenta do PCdoB, “é vergonhosa a falta de compostura do ministro da Saúde em NY. Um homem público, em missão oficial fora do país, fazer gestos obscenos dirigidos a uma manifestação é incompatível com a dignidade, a honra e o decoro do cargo. Mas é essa a diplomacia de Bolsonaro”, considerou Luciana.

Fonte: Portal PCdoB.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Em novo caso de nudez, corredora sai pelada em Porto Alegre

Em 2020, Governo Bolsonaro gastou R$ 15 milhões em leite condensado