Mandetta sobre orientação da FDA: 'Ivermectina é para gado? Não me diga!'

A agência de alimentos e medicamentos dos Estados Unidos, similar a Anvisa no Brasil, emitiu um comunicado sobre o medicamento

ESTADO DE MINAS

Ex-ministro da Saúde, Mandetta
(foto: Wilson Dias/Agência Brasil)

Após a FDA, agência de alimentos e medicamentos dos Estados Unidos, afirmar que a ivermectina é usada para o gado e não deve ser usada para tratar ou evitar COVID, o ex-ministro da Saúde, Luis Henrique Mandetta (DEM-MT), fez uma piada sobre o assunto. "Ivermectina é para gado? Não me diga”, ironizou.

O ex-ministro foi destituído da pasta por não concordar com o uso do kit COVID. Apoiado pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) o kit é feito por medicamentos sem eficácia comprovada contra COVID-19.

Na época, Bolsonaro se irritou ao ver Mandetta pedindo pelo isolamento social, uso de máscaras e discursar contra os medicamentos.

No sábado (14/8), o FDA emitiu uma advertência. A ação foi feita depois que o Departamento de Saúde do estado do Mississipi emitiu um comunicado semelhante em resposta a relatos de que um número crescente de pessoas nesse estado estavam usando o medicamento.

A ivermectina e a cloroquina não têm eficácia comprovada contra COVID-19. A única medida contra o vírus é o uso de máscara, álcool em gel e vacinação em massa.

É necessário que a população entenda que questionar a eficiência da vacina é um debate infundado e contribui para a desinformação, como avaliam especialistas consultados pelo Estado de Minas.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Em novo caso de nudez, corredora sai pelada em Porto Alegre

Em 2020, Governo Bolsonaro gastou R$ 15 milhões em leite condensado