Quase 500 pessoas esperam por leito de Covid-19 em Pernambuco

Por Folha de Pernambuco


Pernambuco registrou, nesta segunda-feira (24), o maior número de pessoas com sintomas de Covid-19 à espera de um leito.

De acordo com dados da Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag), 473 pessoas estão à espera de uma vaga, sendo 356 de UTI e 117 de enfermaria. No total, 16 crianças aguardam por atendimento em leito especializado para a doença.

Os dados chamam atenção para o momento crítico que o Estado enfrenta nesta pandemia.

Na última coletiva realiza pela Secretaria Estadual de Saúde Pernambuco (SES-PE), quinta-feira passada (20), o secretário André Longo informou que os casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (Srag) tiveram um aumento acima de 10% no Agreste, enquanto nas outras regiões houve queda ou oscilações abaixo de 5%.

Nas solicitações de leitos de UTI, a Central de Regulação detectou um aumento de 15% nas solicitações do Agreste na semana anterior, enquanto o aumento no Estado foi de 3%.

Leia também


No último sábado (22), mais 15 leitos de UTI adulto foram colocados em funcionamento no Estado. As novas vagas de terapia intensiva estão disponíveis no Hospital Maria Vitória, em São Lourenço da Mata, na Região Metropolitana do Recife (RMR).

Assim, a rede de assistência à Covid-19 passou a contar com 2.968 leitos, sendo 1.710 de terapia intensiva, espalhados por todas as regiões do Estado.

De acordo com a SES, Pernambuco possui o sexto maior quantitativo de leitos de UTI para a Covid-19 entre os estados brasileiros e o maior do Norte/Nordeste.

"Nós estamos trabalhando diariamente para ampliar o número de leitos de Terapia Intensiva em todas as regiões do Estado. Desde março, já foram quase 700 novas vagas de UTI e continuamos nossos esforços para prestar a assistência necessária aos pernambucanos", disse o secretário de Saúde, André Longo.

Com a confirmação de mais 1.368 casos da Covid-19, segundo boletim divulgado nesta segunda pela Secretaria Estadual de Saúde (SES), Pernambuco chegou a 463.736 diagnósticos positivos para a doença, desde março do ano passado, quando foram registrados os primeiros pacientes.

Além disso, também foram confirmadas 28 mortes em decorrência das complicações do vírus, totalizando 15.393 óbitos.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Em novo caso de nudez, corredora sai pelada em Porto Alegre

Em 2020, Governo Bolsonaro gastou R$ 15 milhões em leite condensado