Moda Center Santa Cruz reabre nesta segunda-feira (5) em horário especial


A partir da próxima segunda-feira (5/4), o Moda Center Santa Cruz e o Calçadão Miguel Arraes retomam a realização de suas feiras às segundas-feiras, seguindo o novo horário especial determinado pelo decreto n° 50.485 (https://bit.ly/3fveZAw), do Governo de Pernambuco, e pelo Decreto Municipal 022/2021 (https://bit.ly/3fuiNSD). De acordo com os documentos, eles poderão funcionar das 5h às 15h. Nos demais dias, vários pontos comerciais que funcionam ao longo da semana estão autorizados a abrir, porém seguindo o horário do comércio em geral, das 8h às 18h.

Para José Gomes Filho, síndico do Moda Center Santa Cruz, a medida terá impacto positivo para a economia da região e só foi possível graças à união de esforços da prefeitura de Santa Cruz com o Moda Center, ASCAP, CDL Santa Cruz, a Comissão de Desenvolvimento e Turismo da Alepe e as prefeituras de Caruaru e Toritama. "Nossa união fez diferença em benefício de todos os envolvidos na cadeia produtiva do setor de confecções do nosso estado. Estaremos das 5h às 15h recebendo os nossos clientes", ressaltou.

Para a reabertura, o centro atacadista continua seguindo os protocolos sanitários determinados pelas autoridades para a sua atividade, exigindo o uso obrigatório da máscara, número reduzido de entradas, barreiras para aferição de temperatura, higienização das mãos com álcool 70%, além de orientação para manutenção do distanciamento social em suas instalações.

“Pedimos a todos os frequentadores - clientes, colaboradores, comerciantes, condôminos, vendedores, organizadores de viagens, entregadores - que continuem se comportando como agentes de proteção contra a Covid-19. Precisamos ser rígidos nos cuidados consigo mesmo e com os outros. Se cada um não fizer a sua parte, as medidas precisarão voltar a ser drásticas, podendo levar a um novo período de fechamento. Nenhum de nós quer isso", frisou.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Em novo caso de nudez, corredora sai pelada em Porto Alegre

Em 2020, Governo Bolsonaro gastou R$ 15 milhões em leite condensado