Ministro Augusto Heleno diz que governo quer reduzir despesas de caminhoneiros

Responsável pelo Gabinete de Segurança Institucional disse, em sua conta do Instagram, que a classe dos transportes é indispensável, e reconhece suas reivindicações

Por Brasil Econômico | 01/02/2021 20:25

Marcos Corrêa/PR
O ministro do GSI é um dos principais aliados do presidente

Nesta segunda-feira (1°), o ministro General Augusto Heleno, do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), publicou, em sua conta no Instagram, que o Governo Federal e o Ministério da Infraestrutura estão se articulando para reduzir os gastos dos caminhoneiros.

“Junto à área econômica", o ministro afirmou que o governo respeita as reivindicações da classe e reconhece seus serviços prestados ao país, e por isso tomará medidas que reduzam suas despesas.

A declaração aconteceu após semanas turbulentas entre a classe dos transportes e o governo federal devido a, entre outras coisas, o reajuste no preço do óleo diesel .

O país acordou sob o temor de uma nova greve de caminhoneiros que, segundo as representações do movimento, atingiria proporções maiores que as de maio de 2018 . Entidades sindicais e gestores públicos se manifestaram pedindo que os trabalhadores não paralisassem.

Em áudios que circulavam nas redes sociais, o ministro Tarcísio de Freitas (Infraestrutura) afirmou que não negociaria enquanto houvesse paralisação e que as propostas do governo “ já estão na mesa ”.

Em 27 de janeiro, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse que tratou com o ministro Paulo Guedes (Economia) da redução do PIS/Cofins. O imposto incide sobre o óleo diesel, mas o chefe do Executivo não definiu um prazo para que haja resposta definitiva.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Em novo caso de nudez, corredora sai pelada em Porto Alegre

Em 2020, Governo Bolsonaro gastou R$ 15 milhões em leite condensado