Até qualquer dia

Por Zé Minhoca

Hoje, com a partida de Josemar “Bazoca”, a minha querida; doce e quente Caraúbas amanheceu triste e sombria.  Amigo de infância, “Bazoca”, Vereador reeleito nas últimas eleições, (este, seria o quinto) fez dos seus mandatos um verdadeiro sacerdócio.  Serviu, sem se servir! Bom caráter, e de bom coração, colocava as necessidades do povo, principalmente dos mais carentes, como prioridade. Dedicava-se aos pobres e aos mais necessitados, esquecendo-se, até, da própria família. Testemunhei (e aprendi com ele), por dezenas, centenas de vezes, a sua luta e o seu empenho em ajudar quem o procurava. Com sua voz rouca e um sorriso permanente no rosto, “Bazoca” sempre tinha uma solução para os problemas que lhes eram apresentados. No trajeto, que fazia duas vezes por semana, entre Caraúbas/Campina Grande/Caraúbas, além de minimizar o sofrimento dos doentes que acompanhava, ele edificou e solidificou muitas amizades. “Lapa”, você fará falta, não somente à sua família e às centenas de amigos, mas você, também fará falta, e muita falta, aos pobres e carentes de ajuda!

Até qualquer dia Bazoca!      

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Em novo caso de nudez, corredora sai pelada em Porto Alegre

Filho deve substituir Aragão candidato em Santa Cruz