Caixa libera saques da 2ª parcela do auxílio neste sábado em 2.213 agências

Nascidos em janeiro são os primeiros que se inscreveram pelo aplicativo ou site a terem direito ao saque em espécie

Por Brasil Econômico

Jorge Hely/Agência O Globo

Caixa abrirá 2.213 agências neste sábado (30) para começo dos saques da segunda parcela para os que não são inscritos no Bolsa Família

A Caixa Econômica Federal vai abrir 2.213 agências em todo o Brasil neste sábado (30) para iniciar os saques da segunda parcela do auxílio emergencial de R$ 600, pago a trabalhadores informais, autônomos, desempregados e pessoas de baixa renda. O horário de atendimento, porém, será limitado: das 8h às 12h. O calendário será iniciado pelos nascidos em janeiro e vai até 13 de junho, quando os aniversariantes de dezembro poderão, enfim, sacar.


O atendimento terá como foco os beneficiários da segunda parcela do auxílio emergencial , que já receberam depósitos pela Poupança Social Digital e agora poderão sacar os recursos. Além desse grupo, também estará liberado o saque da segunda parcela para os beneficiários do Bolsa Família e o da primeira para os que receberam com atraso. Todos esses já deverão ter recebido o depósito até a liberação dos saques, já que o pagamento da primeira parcela ao lote aprovado com atraso e o pagamento da segunda parcela aos beneficiários do Bolsa Família termina nesta sexta-feira (29).

Tanto quem recebeu a primeira parcela com atraso quanto quem recebeu o auxílio por ser inscrito no Bolsa Família não precisou esperar até este sábado para sacar. Os dois grupos tinham calendários que conciliavam depósitos e saques do auxílio , ou seja, assim que o dinheiro caiu na conta, já era possível sacá-lo, enquanto os inscritos para receber os R$ 600 por meio do aplicativo ou do site receberam o depósito primeiro e tiveram - e muitos ainda terão - que aguardar pelo saque, caso optem por retirar o dinheiro em espécie.

A Caixa reforça que não há necessidade de madrugar na fila das agências, mesmo que o horário de atendimento seja mais reduzido do que de costume. Segundo o banco público, todos que chegarem entre 8h e 12h terão atendimento garantido, mesmo que o horário limite já tenha passado. A instituição garante ainda que fez parceria com 1.190 prefeituras em todo o País para organizar as filas com logísticas de fechamento de ruas e respeito ao distanciamento social.

Segundo o banco, São Paulo é o estado que terá o maior número de agências abertas: 534. Por região, as mais abastecidas são, respectivamente, Sudeste - 994 agências, Nordeste - 514 agências, Sul - 350 agências, Centro-Oeste - 201 agências e Norte - 154 agências.


De acordo com a Dataprev , estatal que analisa os requerimentos do auxílio de R$ 600, 112,5 milhões solicitaram o benefício em abril, dos quais 36,9 milhões foram considerados inelegíveis. 16,4 milhões ainda aguardam análise.

Entre o dia primeiro de maio e o dia 24 do mesmo mês foram recebidos 8,6 milhões de requerimentos, dos quais 3,5 milhões são de cidadãos que tiveram seus pedidos considerados inconclusivos em abril. Com os 8,6 milhões de pedidos no início de maio e os 112,5 milhões de abril, pode-se concluir que pelo menos 121,1 milhões de brasileiros já entraram com pedido para receber os R$ 600. Os pedidos de maio estão em processamento e as equipes trabalham para finalizar o serviço até o final da próxima semana, segundo a Dataprev.

Confira o calendário de saques e transferências da 2ª parcela

Nascidos em janeiro: liberação em 30 de maio;
Fevereiro: 1º de junho;
Março: 2 de junho;
Abril: 3 de junho;
Maio: 4 de junho;
Junho: 5 de junho;
Julho: 6 de junho;
Agosto: 8 de junho;
Setembro: 9 de junho;
Outubro: 10 de junho;
Novembro: 12 de junho; e
Dezembro: 13 de junho.

Já recebi a 2ª parcela, preciso esperar até o dia de saque para usar?

Não. Para quem recebeu por ser beneficiário do Bolsa Família, o saque está liberado desde o dia em que você recebeu o depósito. Para isso, basta usar o cartão do programa de transferência de renda nas agências.

Para os que receberam depósito por meio da poupança digital, a opção até a liberação dos saques (neste sábado, só nascidos em janeiro podem retirar o dinheiro) utilizar o Caixa Tem e suas funções. Para movimentar os recursos, o banco público liberou gratuitamente um cartão de débito virtual , que já é aceito em muitos estabelecimentos pelo Brasil, inclusive em supermercados. Saiba como usá-lo aqui .

Até o dia 30 de maio, para os nascidos em janeiro que já receberam o auxílio pelo Caixa Tem, ou 13 de junho para os aniversariates de dezembro, o dinheiro só poderá ser usado dessa forma, e a Caixa lembra que a razão para isso é evitar filas e aglomerações em agências, escalonando os pagamentos com maior intervalo. Além disso, a intenção é buscar incluir digitalmente uma parte dos beneficiários do auxílio.


Ainda não consegui aprovação: o que aconteceu? Como corrigir?

A Dataprev faz um cruzamento de dados para verificar se o cidadão requerente cumpre os requisitos para receber o auxílio. Segundo a Caixa Econômica, os principais motivos para a negativa do pedido são:
  • Ser menor de 18 anos;
  • Ser empregado com carteira assinada;
  • Estar recebendo seguro-desemprego;
  • Aposentado ou pensionista do INSS;
  • Receber demais benefícios, com exceção do Bolsa Família: Benefício de Prestação Continuada (BPC); Auxílio Doença; Garantia Safra; Seguro Defeso;
  • Ser de família com renda mensal por pessoa de mais de meio salário mínimo (R$ 522,50);
  • Renda familiar mensal total maior que três salários mínimos (R$ 3.135);
  • Ter tido rendimentos tributáveis, em 2018, acima de R$ 28.559,70, ou seja, que tenha declarado Imposto de Renda em 2019;
  • Cadastro como "mãe solteira" de mulher casada;
  • Duas pessoas da famílias já foram contempladas com o Auxílio Emergencial;
  • Limite maior que duas pessoas que recebem Bolsa Família;
  • CPF irregular (deve regularizar junto à Receita Federal);
  • CPF de pessoa falecida; e
  • Cadastro em aplicativo ou site fraudulento, que não seja o Auxílio Emergencial I CAIXA.
Como acompanhar o pedido e contestar algum problema

Segundo o Ministério da Cidadania, é possível acompanhar o requerimento e verificar seus dados entrando no site consultaauxilio.dataprev.gov.br . A instituição também tem uma página com o passo a passo para acompanhar a situação dos pedidos neste site .

Se o cidadão encontrar alguma inconsistência no requerimento, é possível fazer uma denúncia pelo canal Fala.Br, uma plataforma integrada de Ouvidoria e Acesso à Informação da Controladoria-Geral da União, disponível em https://falabr.cgu.gov.br ou pelos telefones 121 ou 0800 – 7070 – 2003.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Em novo caso de nudez, corredora sai pelada em Porto Alegre

CICLISTAS SANTA-CRUZENSES DE MALAS PRONTAS PARA NOVOS DESAFIOS