Bolsa desaba 7% e Dólar dispara a R$ 4,44

No ano, avanço do dólar já passa de 10%

(Reprodução/InfoMoney)
No dia em que o Brasil confirmou seu primeiro caso de coronavírus, o Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, despencou 7% e fechou o pregão com 105.718 pontos. Na sessão desta quarta-feira 26/II, nenhuma ação fechou o dia em alta, segundo o ValorOnline.
O dólar, por sua vez, subiu 1,10%, cotado a R$ 4,4407, e bateu recorde mais uma vez. Na máxima da sessão, chegou a R$ 4,4475. No mês, o dólar acumula alta de 3,63%. Em 2020, o avanço já é de 10,75%.
A disparada da moeda estadunidense ocorreu mesmo após o Banco Central anunciar um leilão extraordinário de dólares. O BC ofertou até 10 mil contratos de swap tradicional com vencimento em agosto, outubro e dezembro de 2020.
Além da confirmação do primeiro caso de coronavírus no Brasil, o "mercado" reagiu ao conturbado cenário político no país, um dia depois de Jair Bolsonaro endossar, via WhatsApp, a convocação para um protesto com inspiração ditatorial contra o Congresso Nacional e o Supremo Tribunal Federal (STF).

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Em novo caso de nudez, corredora sai pelada em Porto Alegre

CICLISTAS SANTA-CRUZENSES DE MALAS PRONTAS PARA NOVOS DESAFIOS