Postagens

Mostrando postagens de Agosto 19, 2019

Nordeste é campeão de medalhas na Olimpíada Nacional em História

Imagem
Das 75 premiações distribuídas na competição, mais de três quartos foram conquistadas por estados da região. Primeiro lugar ficou com o Rio Grande do Norte
Por:  OP9 O grupo da Escola de Aplicação do Recife (UPE) trouxe para casa seis medalhas. Foto: Reprodução/Whatsapp O Nordeste ficou na liderança absoluta entre todas as regiões do Brasil na 11ª edição da Olimpíada Nacional em História do Brasil (ONHB) deste ano. Do total de 75 medalhas distribuídas na competição, 58 — o equivalente a mais de 77% — foram para delegações de estados nordestinos. Entre as cinco maiores medalhistas do torneio, quatro são formadas por equipes do Nordeste, com destaque para o Rio Grande do Norte, que levou 20 das premiações. Em seguida vêm Pernambuco, com 15 medalhas, Ceará, com 14, São Paulo, com 12, e Bahia, com quatro. Leia também: Alunos da Escola do Recife fazem campanha para ir a torneio nacional
Rio Grande do Norte e Pernambuco lideraram também a contagem das medalhas de ouro…

Taquaritinga do Norte e São Caetano recebem o projeto Cidadania com vez e voz

Imagem
Nos próximos dias 20 e 26 de agosto, o Projeto Cidadania com vez e voz, do Ministério Público de Pernambuco (MPPE), aporta nos municípios de Taquaritinga do Norte e São Caetano, localizados no Agreste do Estado. Promovida pelo Centro Operacional de Apoio às Promotorias de Justiça de Defesa da Cidadania (CAOP Cidadania), a ação tem como objetivo captar demandas da população local a fim de desencadear ações que venham viabilizar políticas públicas.
O projeto já passou por 15 cidades pernambucanas, reunindo mais de mil pessoas para a discussão de debates dos principais problemas da comunidade. Segundo a promotora de Justiça e coordenadora do CAOP Cidadania, Dalva Cabral, a iniciativa é dedicada à toda a população do Estado, principalmente representantes da sociedade civil como os líderes comunitários, conselheiros tutelares, professores e demais interessados. A ideia do projeto é realizar uma mobilização social para que seja possível identificar e eleger problemas locais ou setoriais que …

Amadorismo do governo paralisa negócios de mais de R$ 100 bilhões; entenda

Imagem
Por IstoÉ Dinheiro | Edson Aran 
Demora de Bolsonaro para fazer indicação de novos membros para o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) paralisa órgão
Toma lá, dá cá: Jair Bolsonaro usa vagas do Cade para conseguir apoio de Davi Alcolumbre (no alto) para a embaixada americana do filho, Eduardo (acima)  (Crédito:Jorge William | Renato Costa / FramePhoto / Agência O Globo | Divulgação)
O homem é o lobo do homem, escreveu o filósofo inglês Thomas Hobbes, em 1651. Na sociedade capitalista, onde a concorrência e o individualismo são motores do progresso, quem vigia os lobos para que não abocanhem mais do que devem? No Brasil, é o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) que tem a função de regular, fiscalizar, aprovar grandes fusões empresariais e punir abusos econômicos.
O problema é que o Cade está paralisado desde julho. Quatro dos seus sete membros tiveram o mandato de dois anos encerrado este ano e os novos nomes ainda não foram indicados pelo presidente da República…

CARLINHOS E DEOMEDES NO OLHANDO DE FRENTE DESTA SEGUNDA-FEIRA (19)

Imagem
Fique atento - O Olhando de Frente vai ao ar de segunda a sexta-feira, a partir das 18 horas e é transmitido pelas rádios Comunidade e Nova Geração FM. Acesse: COMUNIDADE FM

Palavras que edificam

Imagem
Porque o que eu temia me veio, e o que receava me aconteceu. Jó 3.25. O sofrimento de Jó nos traz uma lição plena de verdadeira fé em Deus!
Quem não já passou uma situação assim? Ou, quem não teme a alguma situação? Jó revela que tudo que lhe aconteceu, era justamente o que ele temia que acontecesse. É assim com muitos, seja na área financeira, familiar ou amorosa, ainda em quaisquer outras partes. Jó, embora nunca desejasse tais dias, sobretudo estava, ainda que não pareça, preparado para tal. Sua fé e confiança em Deus não se abalam e ele enfrenta a pobreza, a enfermidade, a perda da família,  confiante em Deus que tudo permite , mas que pode mudar a situação e lhe recuperar o que havia perdido. Na trajetória , Jó perde algo que nunca mais veria, seus filhos. Nem mesmo assim ele deixa de confiar em Deus. Porque para Jó o melhor de tudo era amar ao Senhor obre todas as coisas. Ele chega a dizer: Nu saí do ventre de minha mãe e nu tornarei para lá: o Senhor o deu, o Senhor o tomou; ben…