Apartamento de delegado tinha 35 pés de maconha e 2 litros de óleo de THC

Felipe Cordeiro foi preso e levado para a Casa de Custódia da Polícia Civil e vai responder a processo por tráfico de drogas e associação para o tráfico

Lucas Pavanelli, do R7

Pés de maconha foram encontrados na cobertura do delegado
Reprodução/RecordTV Minas

Quando policiais militares e civis entraram na cobertura do delegado Felipe Cordeiro, no bairro Itapoã, em Belo Horizonte, se depararam com uma verdadeira estrutura para produção e armazenamento de maconha.

No local, foram encontrados (e apreendidos) 35 pés da planta, sementes, dois litros de óleo de THC (o princípio ativo da planta que tem grande valor comercial) , além de toda a estrutura de uma estufa montada, com ar condicionado, ventiladores e exaustores e material para acondicionamento e armazenamento da droga. 

A Corregedoria da Polícia Civil de Minas Gerais abriu inquérito para investigar o delegado Felipe Cordeiro, que foi preso nesta quinta-feira (29) por tráfico de drogas e associação ao tráfico depois que a Polícia Militar descobriu que ele cultivava maconha na cobertura do próprio apartamento. 

A partir de agora, Cordeiro, que já está detido na Casa de Custódia da Polícia Civil, no bairro do Horto, em Belo Horizonte, vai responder a um processo administrativo e, caso ele seja condenado, pode ser expulso da corporação. 

O delegado é natural do Rio de Janeiro, está há 14 anos na Polícia Civil e, de acordo com a Corregedoria da instituição, já teve passagens por problemas correcionais de menor gravidade. 

De acordo com o Corregedor da Polícia Civil, as investigações dirão há quanto tempo o delegado cultivava a plantação dentro do próprio apartamento. 

— Por toda a estrutura que tem lá, e até pelo tamanho das plantas que foram encontradas, essa plantação já tem algum tempo. Tinha toda uma estrutura montada no apartamento, inclusive estufa, exaustor para evitar o cheiro, todo um aparato para acondicionar essa droga.

O corregedor também citou que, além de substâncias "in natura" próprias para o consumo, o que mais chamou a atenção foi uma "quantidade enorme que tem um valor comercial enorme" de óleo de tetrahidrocanabinol, o THC, que é o princípio ativo da maconha. 

— Foi encontrado o princípio ativo, que é o tetrahidrocanabinol em óleo, que é raro de achar e tem alto poder de surtir efeitos da substância, além de um alto custo

Ocorrência

A Polícia Militar chegou ao local após uma denúncia anônima. Depois de entrar pela cobertura ao lado e verificar por cima do muro que havia diversos pés de maconha no local, os militares invadiram o apartamento. Ao constatar que o dono do imóvel pertencia aos quadros da Polícia Civil, a corporação foi acionada. 

Além do delegado, um jovem de 20 anos também foi preso no local. Segundo a Polícia Civil, ele seria enteado do delegado Felipe Cordeiro e estava em Belo Horizonte para cursar nutrição em uma universidade da capital mineira. A mãe dele vive no interior.

Informalmente, o homem diz que não conhecia a parte de cima do imóvel, onde são cultivados os pés de maconha. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

PROFESSORA INDIGNADA ESCREVE AO BLOG DO JAIRO GOMES