Recife monitora possível chegada de óleo nas praias da capital

'Governo Federal falhou no plano de contenção', afirma secretário de meio ambiente e sustentabilidade 
da prefeitura do Recife

Por: Portal FolhaPE 

Óleo atingiu praias do Cabo de Santo Agostinho
Foto: Arthur Mota/Folha de Pernambuco

Após a chegada das manchas de óleo nas praias do Cabo de Santo Agostinho, na Região Metropolitana, equipes da Prefeitura do Recife foram mobilizadas para uma eventual operação de retirada dos resíduos da costa.

Segundo o secretário estadual de meio Ambiente e sustentabilidade, José Bertotti, o aumento do número de praias atingidas pelas manchas de óleo fez com que a mobilização por parte dos órgãos governamentais fosse maior. “A partir de agora será cumprido um plano integrado de contenção de óleo feito entre os governos dos municípios, órgãos federais e estaduais”, afirmou Bertotti. De acordo com o secretário, o Governo de Pernambuco trabalha na aquisição de equipamentos para os voluntários e profissionais.

Na costa recifense, equipes da Empresa de Manutenção e Limpeza Urbana (Emlurb) foram disponibilizadas para uma eventual limpeza. Segundo o secretário de meio ambiente e sustentabilidade da prefeitura do Recife, José Neves Filho, a extensão de 10 quilômetros de praia que vai de Boa Viagem à Brasília Teimosa já está sendo monitorada.

“Disponibilizamos equipes da Emlurb, que estarão de prontidão, e já disponibilizamos luvas, botas e máscaras para que voluntários possam ajudar a remover as manchas.”, afirmou o secretário. O secretário ainda fez críticas ao Governo Federal, que, segundo ele “falhou no monitoramento e no plano de contenção”.

Leia também:

O Plano Nacional de Contingência para Incidentes de Poluição por Óleo em Águas sob Jurisdição Nacional (PNC), q ainda não foi acionado pelo Governo Federal. O MPF (Ministério Público Federal) ajuizou, na última quinta-feira (17) uma ação contra a União, requerendo que a Justiça Federal obrigue o governo a acionar o plano.

De acordo com Bertotti, o óleo recolhido na costa pernambucana está sendo destinado a centros de tratamento de resíduos. Somente no último domingo (20), mais de 60 toneladas do resíduo sólido foram levadas ao Centro de Tratamento de Resíduos em Pernambuco (CTR-PE), em Igarassu.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

PROFESSORA INDIGNADA ESCREVE AO BLOG DO JAIRO GOMES