Palavras que edificam


O inefável amor de Deus 


Há muito que o Senhor me apareceu, dizendo: Porquanto com amor eterno te amei, por isso com benignidade te atraí. Jeremias 31:3.

Como é glorioso pensar no amor daquele que nos amou de uma tal maneira que não negou seu próprio Filho.
E pensar que não éramos dignos de algo tão sublime, tão excelente, mas mesmo assim Ele nos amou.
A única razão que temos acerca do amor de Deus para conosco se chama graça, pois graça é um favor que se faz a outro sem mesmo o outro merecer. Pois foi isto que Deus fez por nós, Ele nos amou pela sua infinita graça e sua palavra diz que Ele nos amou com amor eterno.
Ninguém tem maior amor do que este, de dar a sua vida para resgatar os pecadores, e foi justamente isto que aconteceu. O Pai nos amou sem que nós merecêssemos seu amor, mesmo assim Ele nos amou.
E em reconhecimento de seu amor o que podemos fazer? Reconhecer o seu sacrifício e invocar o seu nome diante de todos e aceitá-lo como nosso Salvador. O salmista interrogou:
Que darei eu ao SENHOR, por todos os benefícios que me tem feito? Tomarei o cálice da salvação, e invocarei o nome do SENHOR.Salmos 116:12-13.
E o profeta Isaías completa:
Buscai ao SENHOR enquanto se pode achar, invocai-o enquanto está perto. Deixe o ímpio o seu caminho, e o homem maligno os seus pensamentos, e se converta ao SENHOR, que se compadecerá dele; torne para o nosso Deus, porque grandioso é em perdoar.Isaías 55:6-7.
E o apóstolo Paulo confirma: Mas Deus prova o seu amor para conosco, em que Cristo morreu por nós, sendo nós ainda pecadores.Romanos 5:8.
Este é o grande, infinito e inefável Amor de Deus.

Evang. Dário Gomes de Araujo.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Em novo caso de nudez, corredora sai pelada em Porto Alegre

Filho deve substituir Aragão candidato em Santa Cruz