Padrasto é acusado de estuprar a enteada por sete anos e engravidá-la

Para a polícia, a adolescente de 15 anos relatou que desde quando tinha oito anos era obrigada a manter relações sexuais com o homem

DIVULGAÇÃO/PCGO

METRÓPOLES

Um pastor evangélico de 57 anos foi preso na tarde de terça-feira (03/09/2019), em Goianira, na região metropolitana de Goiânia (GO), acusado deestuprar e engravidar a enteada de 15 anos. Conforme as investigações, os abusos ocorriam no Residencial Carla Cristina, na capital, desde que a menina tinha 8 anos. O crime foi descoberto após a constatação da gravidez e a denúncia foi feita pela mãe da vítima, no dia 25 de agosto.

O suspeito, que também é pedreiro de obras, não teve a identidade divulgada. Ele foi encaminhado para a Casa de Prisão Provisória (CPP), em Aparecida de Goiânia (GO). De acordo com a delegada Ana Elisa, responsável pelo caso, o acusado nega os abusos. Ainda conforme a investigadora, a adolescente está na 23ª semana de gestação, o que equivale a 5 meses e 3 semanas.

Em depoimento à Polícia Civil, a mãe da adolescente contou que desconfiou ao perceber que a barriga da filha crescia. Ao perguntar, a menina contou sobre os estupros, sendo que o último ocorreu no mês de junho. Ela relatou ainda que recebia ameaças do padrasto, pois se contasse sobre os abusos a alguém, ele mataria a mãe dela, com quem se relacionava.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Em novo caso de nudez, corredora sai pelada em Porto Alegre

Filho deve substituir Aragão candidato em Santa Cruz