Nova CPMF derruba secretário da Receita Marcos Cintra

O secretário já havia trocado o titular do cargo de subsecretário-geral do órgão, em meio à crise institucional após críticas de atuação política do órgão

Do R7

O secretário especial da Receita Federal, Marcos Cintra
Robson Ventura/Folhapress - 24.6.2011

O secretário especial da Receita Federal, Marcos Cintra, deixou o cargo nesta quarta-feira (11). A criação de um novo imposto similar à CPMF teria sido o motivo que derrubou o secretário.

O Ministério da Economia informou o pedido de exoneração de Cintra e que o cargo será ocupado interinamente pelo auditor fiscal José de Assis Ferraz Neto, número dois da Receita.

Segundo o ministério, não há um projeto de reforma tributária finalizado. "A equipe econômica trabalha na formulação de um novo regime tributário para corrigir distorções, simplificar normas, reduzir custos, aliviar a carga tributária sobre as famílias e desonerar a folha de pagamento."

O ministério afirmou ainda que a proposta somente será divulgada depois do aval do ministro Paulo Guedes e do presidente da República, Jair Bolsonaro. "O ministro Paulo Guedes agradece ao secretário Marcos Cintra pelos serviços prestados." 

O secretário já havia trocado o titular do cargo de subsecretário-geral do órgão. Além da nova CPMF, a troca do comando ocorre em meio à crise institucional na Receita após críticas de atuação política do órgão, que partem sobretudo do Supremo Tribunal Federal (STF) e Tribunal de Contas da União (TCU).

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Em novo caso de nudez, corredora sai pelada em Porto Alegre

Filho deve substituir Aragão candidato em Santa Cruz