Policiais do 24° BPM prendem elemento apontado como sendo o assassino do radialista Claudemir Nunes

Do Blog Jota Lima Agora



No início da madrugada deste domingo (25), policiais do 24º BPM (Batalhão de Polícia Militar) prenderam o elemento apontado como sendo o assassino do radialista Claudemir Nunes da Silva, de 38 anos. A prisão aconteceu em um bar localizado ás margens da BR-104, mais precisamente na zona rural de Taquaritinga do Norte, no Agreste do estado de Pernambuco. 

Segundo informações colhidas pelo Blog Jota Lima AGORA, a Polícia Militar teve conhecimento de que Claudiano Silva Santos, vulgo “Cacau”, de 23 anos de idade, estava bebendo no referido bar, de posse das informações os policiais se deslocaram ao local e constataram a veracidade da informação. Ainda de acordo com informações, ao avistar a PM, o elemento tentou se evadir, porém foi alcançado e preso. 



Em entrevista concedida ao radialista e repórter policial Jota Lima, “Cacau” negou ter matado o radialista Claudemir Nunes, porém confessou que conhece e trabalhou limpando um terreno do homem que está preso por ser suspeito de mandar matar o radialista. 

Já que se diz inocente, “Cacau” foi questionado do porque não procurar a polícia para explicar que não era o assassinado do radialista, a resposta foi que não tinha dinheiro para pagar um advogado. 

Vale ressaltar que durante um bom tempo ele ficou escondido em outro estado, mas ultimamente estava morando com uma mulher na cidade de Toritama. 


Com o bom trabalho realizado pelos efetivos do GATI, ROCAM, GT de Operações, GT do Bairro Santo Agostinho, GT do Distrito de Pão de Açúcar e a coordenação do Tenente Coronel Lúcio Flávio, comandante do 24° Batalhão de Polícia Militar, o elemento foi recolhido ao presídio de Santa Cruz do Capibaribe, onde ficará a disposição da justiça. 

MORTE DO RADIALISTA CLAUDEMIR NUNES: 


Na tarde da quinta-feira 21 de Março de 2019, um radialista foi executado a tiros na Rua José Jerônimo da Silva, no Bairro São Cristóvão, em Santa Cruz do Capibaribe, Agreste do estado de Pernambuco. 

Segundo informações colhidas pelo Blog Jota Lima AGORA, Claudemir Nunes da Silva, de 38 anos de idade, tinha acabado de sair da rádio Comunidade FM, emissora que trabalhava, quando foi abordado por um elemento que estava a pé e, após ter alguns pertences subtraídos, o radialista foi obrigado a se deitar no chão e foi executado com aproximadamente quatro tiros na cabeça e em um dos braços. 

ÚLTIMOS PASSOS DO RADIALISTA: 

Claudemir finalizou o programa por volta de duas e quarenta da tarde, desceu as escadas da rádio, passou alguns minutos conversando com um homem na frente da emissora, em seguida se despediu do referido homem, subiu em sua moto e saiu com destino a igreja de São Cristóvão, porém há poucos metros foi abordado pelo assassino na esquina da rua, onde funciona uma equipadora de som.

MODUS OPERANDI DO ASSASSINO: 

A pé, de cara limpa, usando um boné e com uma arma de fogo nas mãos, o assassino gritou que era um assalto, ordenou que “Claudemir” parasse a moto e descesse sem olhar para ele. Na oportunidade o acusado subtraiu alguns pertences, inclusive o celular da vítima e pediu para o radialista se deitar no chão. 

Após “Claudemir” se deitar em decúbito ventral (de barriga para baixo) o assassino aparentemente irado começou a chutá-lo, depois de alguns chutes, o radialista se virou e ficou em decúbito dorsal (de barriga para cima). Na ocasião, olhando no rosto da vítima o assassino aciona o gatilho do revólver e atira por aproximadamente quatro vezes.

Ao consumar o crime, o homem dar meia volta, envolve a arma sobre a sua camisa UV de cor vermelha e sai andando com destino ignorado. 

SERÁ QUE O MATADOR PREMEDITOU O CRIME? 

Acredita-se que o crime foi premeditado, o assassino possivelmente estava ouvindo o programa e acompanhando os passos do radialista, já que sabia a hora exata que ele sairia da rádio. O fato de levar os pertencentes, inclusive o celular da vítima, foi para dar a entender que foi um latrocínio, porém possivelmente foi para ocultar alguma prova que pudesse ajudar a chegar até a autoria e motivação para o crime. 

A Polícia Militar do 24° BPM (Batalhão de Polícia Militar), a equipe da 21° DPH (Delegacia de Polícia de Homicídios) e uma equipe do I.C. (Instituto de Criminalística) estiveram no local do crime colhendo informações que irão ajudar na investigação para o crime. 

Após levantamento cadavérico o corpo foi encaminhado para o IML (Instituto de Medicina Legal) na cidade de Caruaru.

O VELÓRIO E SEPULTAMENTO: 

O corpo foi velado no Clube Ypiranga e sepultado no cemitério São Judas Tadeu (cemitério velho), em Santa Cruz.

VÍDEO DA EXECUÇÃO DO RADIALISTA:

Na terça-feira 27 de Março foi publicado um vídeo do assassinato do radialista Claudemir Nunes da Silva, de 38 anos de idade, morto a tiros na tarde da última quinta-feira (21), na rua da rádio Comunidade FM, emissora que a vítima trabalhava. (relembre o caso AQUI AGORA)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

PROFESSORA INDIGNADA ESCREVE AO BLOG DO JAIRO GOMES