Mesmo após cirurgias, jovem escalpelada não terá mais cabelo

Cirurgia de implantação de músculo e pele foi realizada no Hospital Especializado em Ribeirão Preto, no interior de São Paulo, no sábado (24)

Plínio Aguiar, do R7

Segundo o médico, a opção será o uso da prótese capilar
Reprodução Record TV

A jovem Débora Stefanny Dantas de Oliveira, de 19 anos, que teve o couro cabeludo e parte do rosto arrancados durante acidente de kart em Recife (PE), passou por transplante microcirúrgico no sábado (24).

O cirurgião plástico, especialista em microcirurgia reconstrutiva que integra a equipe responsável pela jovem pernambucana, Alex Boso Fioravanti, informou que, infelizmente, não nascerá mais cabelo na cabeça de Débora. "Não tem como mais nascer cabelo, porque a raiz foi arrancada, juntamente com o folículo piloso (estrutura dérmica capaz de produzir pelo)", explica. A saída, conta o médico, é prótese capilar.


A cirurgia, que durou quase 10 horas, foi realizada no Hospital Especializado de Ribeirão Preto, no interior de São Paulo. “Hoje, inclusive é o Dia Nacional de Combate e Prevenção ao Escalpelamento (28), podemos dizer que a cirurgia foi um sucesso. Fizemos um curativo e está tudo bem”, disse o médico.

Um vídeo, feito por Fioravanti, mostra o passo a passo. Confira:

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

MÉDICOS CUBANOS GANHAM DESPEDIDA, NA SEDE DA UESCC, EM SANTA CRUZ DO CAPIBARIBE