EUA: sobe para 12 o número de mortos em tiroteio na Virginia

Chefe da polícia revelou que uma das vítimas não resistiu aos ferimentos e morreu no hospital; atirador usou uma pistola com silenciador na ação

Fábio Fleury, do R7

Policial atende homem que escapou de tiroteio em Virginia Beach
Reprodução Twitter / Alyssa Andrews

O número de mortos no tiroteio da tarde desta sexta-feira (31) na cidade de Virginia Beach, nos EUA, subiu para 12 pessoas. Segundo Jim Cervera, chefe da polícia da cidade, uma das vítimas que estava entre os 6 feridos inicialmente reportados não resistiu aos ferimentos e morreu a caminho do hospital.

Além disso, a polícia localizou outros quatro feridos que foram levados para hospitais da região. Com isso, o número de feridos no massacre subiu para 9. Cervera deu as informações durante uma entrevista coletiva na noite desta sexta.

"O suspeito"

Na entrevista, o chefe da polícia também confirmou que os investigadores já sabem o nome do atirador e disse que ele será mencionado apenas uma vez e, depois disso, será chamado apenas de "o suspeito". O homem também morreu no local, durante confronto com policiais.

Segundo a CNN, o homem se chamava DeWayne Craddock, tinha 40 anos, era engenheiro e ex-militar da Força Nacional dos EUA. Ele trabalhava como coordenador de projetos viários para a prefeitura de Virginia Beach há quase 20 anos.

Veja também
Outra informação relevante que Cervera forneceu é de que o atirador cometeu os crimes usando uma pistola .45 com silenciador. Ele também estava com um fuzil semiautomático durante o tiroteio. O homem chegou a atingir um policial, que foi salvo pelo colete à prova de balas.

"Ouvimos tiros, mas não sabíamos que estava tão próximo. Estou muito grata por ter ouvido e nós pudemos nos abrigar, isso evitou que mais gente morresse", disse uma testemunha, Sheila Cook, que estava em um prédio ao lado, à CNN.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Carreata da Frente Popular lota as ruas de Santa Cruz do Capibaribe em apoio à campanha de Paulo Câmara