Petrobras vai subir o preço do botijão de gás a partir de domingo

Por Brasil Econômico - com informações da Agência O Globo

Reajuste de 3,4% vai fazer com que preço médio nas distribuidoras passe de R$25,33 para R$ 26,20; maior valor desde o fim de setembro de 2017

Pedro Ventura/Agência Brasília
Botijão de gás vai subir 3,4%, maior valor desde setembro de 2017

A Petrobras vai reajustar o preço do botijão de gás de 13 quilos (o GLP residencial) a partir do próximo domingo (5). O valor nas distribuidoras vai passar dos atuais R$ 25,33 para R$ 26,20, um aumento de 3,43%.

Esse é o maior valor desde o fim de setembro de 2017, quando o botijão era comercializado pela Petrobras a R$ 18,98. Desde esse período, o GLP residencial acumula avanço de 38%.

Segundo a estatal, o gás de cozinha tem o preço de venda formado pela média das cotações dos gases butano e do propano no mercado europeu, mais uma margem de 5%. Os reajustes passaram a ser trimestrais a partir de janeiro de 2018. Além das cotações desses produtos, o cálculo também sofre a influência do câmbio nos doze meses anteriores ao reajuste trimestral. 

De acordo com o Sindigás, o reajuste no valor do botijão , dependendo do ponto de venda, vai oscilar entre 3,3% e 3,6%. 

Na última quarta-feira (1), o presidente Jair Bolsonaro (PSL) disse que a crise na Venezuela pode afetar preço do combustível no Brasil . "Temos que nos preparar, dada a política da Petrobras , de não intervencionismo nesta parte. Mas poderemos ter um problema sério dentro do Brasil como efeito colateral do que acontece na Venezuela . A política de reajuste adotada no momento é essa, e vamos conversar sobre eventuais problemas que venham a afetar de forma grave o Brasil", disse.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Gabarito preliminar das provas do Concurso Público da Prefeitura de Santa Cruz do Capibaribe

Carreata da Frente Popular lota as ruas de Santa Cruz do Capibaribe em apoio à campanha de Paulo Câmara