“PEC do Fundeb pode ser votada ainda neste semestre”, diz Danilo Cabral


O deputado federal Danilo Cabral (PSB), eleito vice-presidente da Comissão Especial que vai analisar a PEC do Fundeb (PEC 15/15), instalada na semana passada, defendeu que o texto esteja apto para votação no Plenário da Câmara Federal antes do recesso parlamentar, em julho. “Esta pauta está na ordem do dia, é importante fazermos o nosso trabalho com um senso de urgência, sem prejudicar os debates, claro, pela importância dos recursos do Fundo para o financiamento da educação básica”, afirmou.

O objetivo da Proposta de Emenda à Constituição é tornar permanente o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação, que será extinto em 2020 por força da lei. Para Danilo Cabral, a União deve ampliar sua participação no financiamento no Fundeb. “Ela entra com 10%, e estados e municípios bancam as demais receitas, e com a PEC, vamos ampliar para 30% a presença da União na cesta do Fundo, além de constitucionalizá-lo”, explicou. 

Além disso, Danilo Cabral falou sobre a necessidade de conciliar as discussões sobre o Fundeb com a Reforma Tributária, que começa a tramitar amanhã (15) na Comissão de Constituição e Justiça da Casa. “Porque pode haver mudanças nos tributos que compõem a cesta do Fundo”, justificou. O parlamentar acrescentou que a Comissão deveria discutir a ampliação dos 70% nas despesas de pessoal, compatibilizando esta norma do Fundeb com a Lei de Responsabilidade Fiscal e apontar um caminho para equacionar a questão dos índices de reajuste no salário dos profissionais de educação.

Atualmente, o Fundeb é provisório e a discussão é sobre a renovação desse modelo de financiamento da educação. Se a PEC for aprovada, o Fundeb se tornará instrumento permanente de financiamento da educação básica pública, além de ter seu planejamento incluído na ordem social, e com isso, contribuir para a melhoria da educação pública de estados e municípios.  

"A comissão será um espaço para aprimorarmos o texto, além de discutirmos as prioridades da proposta", disse o parlamentar. Na tarde de hoje (14), foi realizada a primeira reunião deliberativa do colegiado. Após deliberação no colegiado, a proposta segue para apreciação pelo Plenário da Câmara dos Deputados. Se aprovada, vai para análise do Senado.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Gabarito preliminar das provas do Concurso Público da Prefeitura de Santa Cruz do Capibaribe

Carreata da Frente Popular lota as ruas de Santa Cruz do Capibaribe em apoio à campanha de Paulo Câmara