Palavras que edificam

Sua meditação diária na Palavra de Deus

A instituição da primeira Páscoa

Exodo 12. 6 - 11

Vocês o guardarão até o dia catorze deste mês, e na tarde desse dia todo o povo israelita matará os animais. Pegarão um pouco do sangue e o passarão nos batentes dos lados e de cima das portas das casas onde os animais vão ser comidos. Nessa noite a carne deverá ser assada na brasa e comida com pães sem fermento e com ervas amargas. A carne não deverá ser comida crua nem cozida; o animal inteiro, incluindo a cabeça, as pernas e os miúdos, será assado na brasa. Não deixem nada para o dia seguinte e queimem o que sobrar. Já vestidos, calçados e segurando o bastão, comam depressa o animal. Esta é a Páscoa de Deus, o Senhor.

 A páscoa do Senhor é uma festa instituída por Deus para comemorar a saída do povo de Israel do jugo de Faraó, rei do Egito. É portanto uma festa Judaica, e tem um significado impar para o povo judeu.

Seus ingredientes eram compostos de:

1 - Carne assada

2 - Pães sem fermento 

3 - Ervas amargosas.

Assim foi comemorada a primeira páscoa e assim se fazem todos os anos. 

Hoje se criaram muitos artifícios para engrandecer e agigantar o comércio, substituindo a páscoa verdadeira por lendas de homens com ovos de chocolate e coelhos, entre outras coisas.

Para o povo cristão basta o que está escrito na Palavra de Deus :

Alimpai-vos, pois, do fermento velho, para que sejais uma nova massa, assim como estais sem fermento. Porque Cristo, nossa páscoa, foi sacrificado por nós. I Corintios 5.7.

Evang. Dário Gomes de Araujo

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Gabarito preliminar das provas do Concurso Público da Prefeitura de Santa Cruz do Capibaribe

Carreata da Frente Popular lota as ruas de Santa Cruz do Capibaribe em apoio à campanha de Paulo Câmara