Chefe do partido de Bolsonaro contratou empresa do filho na campanha

Por Carta Capital


Luciano Bivar, eleito deputado federal pelo PSL de Pernambuco, repassou 250 mil reais do fundo eleitoral à Nox Entretenimentos

Assim caminha a “nova” política. Luciano Bivar, deputado federal por Pernambuco e presidente nacional do PSL, o partido de Jair Bolsonaro, gastou 250 mil reais do fundo eleitoral para contratar a empresa de um filho durante a campanha de 2018. A Nox Entretenimentos, que pertence a Cristiano Bivar, foi o segundo maior gasto da campanha do parlamentar, segundo a prestação de contas apresentada à Justiça eleitoral.

O Ministério Público Eleitoral do estado solicitou a continuidade das investigações para apurar se houve “desvio de finalidade” na contratação da Nox.


“Foram realizadas despesas com fornecedores de campanha que possuem relação de parentesco com o prestador de contas, o que pode indicar desvio de finalidade. O Ministério Público Eleitoral informa que extraiu cópia dos autos para investigação dos fatos”, descreve um documento da Procuradoria Eleitoral.

Bivar afirmou que a contratação da Nox Entretenimentos se “deveu ao fato de ela ter oferecido o menor preço para produzir os vídeos da campanha” e que “há contrato, notas fiscais, tudo perfeitamente legalizado”.

Além de contratar a empresa do filho, segundo reportagem do jornal O Estado de S. Paulo, Bivar usou os serviços da Vidal Assessoria e Gráfica, de Luis Alfredo Vidal Nunes da Silva, dirigente do PSL em Pernambuco.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Carreata da Frente Popular lota as ruas de Santa Cruz do Capibaribe em apoio à campanha de Paulo Câmara