Adutora de Serro Azul é vistoriada de Palmares até Bezerros

Em cumprimento às orientações do governador Paulo Câmara para que seus auxiliares acompanhem pessoalmente as obras em execução no Estado, o presidente da Compesa, Roberto Tavares, esteve nesta sexta-feira (22), em Palmares, Mata Sul, vistoriando as obras do Sistema Adutor de Serro Azul, no trecho até a cidade de Bezerros, no Agreste.

Acompanhado do diretor Técnico e de Engenharia Rômulo Aurélio e engenheiros, o presidente conferiu o andamento dos serviços que estão 25% executados. Dos 58 quilômetros previstos de adutora, 16 foram concluídos. A meta é acelerar as intervenções para que a água de Serro Azul possa dar segurança hídrica a dez municípios do Agreste, se integrando às águas que já estão vindo do Rio São Francisco. 

“A melhoria do abastecimento de água é meta prioritária do governador Paulo Câmara. Depois de garantir recursos para a Adutora do Agreste, continuamos empenhados em fazer a maior integração possível, para que mais pernambucanos sejam beneficiados pelas obras do Governo”, afirmou Tavares.

A Adutora de Serro Azul irá contemplar os municípios de Bezerros, Gravatá, Caruaru, São Caetano, Tacaimbó, Belo Jardim, Sanharó, São Bento do Una, Toritama e Santa Cruz do Capibaribe, além de distritos de Bonito e Camocim de São Félix. Mais de 1,5 milhão de habitantes receberão água de Serro Azul. Serão transportados 500 litros de água por segundo, volume suficiente para melhorar consideravelmente o abastecimento dessas cidades.


Além da adutora, serão construídas quatro estações de bombeamento (estações elevatórias) e um reservatório com capacidade para acumular 4,5 milhões de litros de água. O empreendimento recebe o investimento de R$ 200 milhões, fruto de um convênio do Governo do Estado com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Carreata da Frente Popular lota as ruas de Santa Cruz do Capibaribe em apoio à campanha de Paulo Câmara