Primeira etapa da fábrica do Aché Laboratórios será entregue em julho

Suape

Governador Paulo Câmara visitou, nesta quinta-feira, as obras do empreendimento de medicamentos farmacêuticos, que está sendo instalado em Suape

Com 50% das obras concluídas, a fábrica do Aché Laboratórios Farmacêuticos progride a passos largos no Complexo Industrial de Suape, no Cabo de Santo Agostinho. Nesta quinta-feira (24.01), o governador Paulo Câmara visitou o empreendimento, ao lado da presidente do Aché, Vânia Machado, para observar o andamento das obras. Com previsão de conclusão para o próximo mês de julho, o equipamento já emprega cerca de 400 trabalhadores, sendo 80% de mão de obra pernambucana. Ao todo, estão sendo investidos R$ 500 milhões na fábrica.

A primeira etapa, que ficará pronta em julho próximo, será dedicada à embalagem de produtos sólidos e ao centro de distribuição. A expectativa é de que sejam ofertados mais três mil postos de trabalho diretos e indiretos após a conclusão total do parque fabril. “A fábrica do Aché com certeza vai ser referência para a produção de medicamentos em todo o Brasil, e vai exportar para vários países de todo o mundo, levando o nome de Pernambuco, do seu povo, da sua gente”, comemorou Paulo Câmara, que participou do lançamento da pedra fundamental da fábrica, em maio do ano passado. Paulo ressaltou ainda sua satisfação ao ver resultados positivos nos esforços empenhados pelo governo para atrair empresas do porte do Aché para Pernambuco, gerando mais emprego e renda no Estado.

Instalado em um terreno de 250 mil metros quadrados, o projeto completo contempla uma fábrica para produção de medicamentos sólidos e um centro de distribuição. Este último - incluindo a área de embalagem de produtos sólidos - será entregue no início do segundo semestre deste ano. Já a segunda fase, que abrange a fabricação dos medicamentos, está prevista para 2021. O Aché vai fabricar em Pernambuco medicamentos alopáticos e fitoterápicos para uso humano. Quando estiver em pleno funcionamento, a fábrica terá capacidade para produzir 435 milhões de unidades de medicamentos por ano.

A presidente da empresa, Vânia Machado, acompanhou o governador durante toda a visita ao canteiro de obras, confessou ansiedade pela inauguração e ratificou sua satisfação por ter escolhido Pernambuco. “Vamos dobrar a nossa capacidade de produção, ampliar e estreitar o relacionamento com os nossos clientes e, o mais importante, vamos gerar mais de 3 mil empregos entre diretos e indiretos, contando com essa mão de obra qualificada que existe aqui no entorno do Recife. Como estamos nessa região do porto de Suape, daremos um passo muito importante em direção a nossa exportação para a América e a Europa”, disse.

Inicialmente, os produtos serão trazidos de Guarulhos (SP) em granel (comprimidos e cápsulas) para o complexo fabril de Pernambuco, onde serão embalados e distribuídos para as regiões Norte e Nordeste. Após a finalização da segunda fase do projeto, em 2021, os medicamentos sólidos também serão fabricados em Suape. “Mudei de empresa e vim para o Aché. As condições de trabalho e de logística são melhores, o transporte vai nos buscar. Além disso, o salário aqui é melhor, e eu também mudei de função. Antes, era auxiliar, agora sou chefe de cozinha”, contou Tamires Cristina da Silva, de 25 anos, que já trabalha no local há quatro meses no preparo das refeições dos operários.

Diferente de Tamires, o carpinteiro Carlos André dos Santos, de 44 anos, estava desempregado quando recebeu a oportunidade do Aché. “Estou aqui há quase seis meses e estou gostando muito, pois é uma empresa de qualidade. Estou muito feliz em estar trabalhando na fábrica de remédios, o salário é bom, estou recebendo todas as horas de maneira certa e, com isso, estou conseguindo sustentar a família e ter boa qualidade de vida. Isso, para mim, é um grande prazer, não tenho do que reclamar”, afirmou.

FORÇA NO MERCADO – O Aché Laboratórios Farmacêuticos é uma empresa 100% brasileira, com mais de 50 anos de atuação no mercado farmacêutico. Conta com três complexos industriais: em Guarulhos (SP), São Paulo (SP) e Londrina (PR), além de participação na Melcon do Brasil e na Bionovis, joint-venture brasileira dedicada à pesquisa e desenvolvimento de medicamentos biotecnológicos. A empresa emprega mais de 4.700 colaboradores e possui uma das maiores forças de geração de demanda e de vendas do setor farmacêutico no Brasil. Possui um portfólio com 344 marcas em 858 apresentações de medicamentos sob prescrição, genéricos e MIP (isentos de prescrição), além de atuar nos segmentos de dermocosméticos, nutracêuticos, probióticos e biológicos.

Acompanharam o governador na visita os secretários estaduais Bruno Schwambach (Desenvolvimento Econômico) e Albéres Lopes (Trabalho, Emprego e Qualificação), o presidente do Complexo Industrial de Suape, Leonardo Cerquinho, e o presidente da Agência de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco (AD Diper), Roberto Abreu e Lima Almeida.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Carreata da Frente Popular lota as ruas de Santa Cruz do Capibaribe em apoio à campanha de Paulo Câmara