Marcha da família com Bolsonaro reúne centenas de pessoas em Boa Viagem

Ato contou com carros de som, trio elétrico e um homem com uma máscara em alusão ao candidato

Foto: Nando Chiappetta/DP

DIARIO DE PERNAMBUCO - A Marcha da Família com Bolsonaro, na manhã deste domingo, reuniu centenas de pessoas e contou com um trio elétrico e carros de som, além de um homem com uma máscara do candidato Jair Bolsonaro (PSL) e uma faixa presidencial. Integrantes do Vem pra Rua e líderes religiosos também participaram da caminhada na Avenida Boa Viagem. As pessoas usavam roupas verdes e amarelas em alusão à bandeira do Brasil e outras vestiam camisas com o rosto de Bolsonaro. O comércio das camisas foi intenso na orla. Do alto do trio, as pessoas foram convidadas a cantar o Hino Nacional. Músicas de apoio ao candidato também foram entoadas. Uma delas, a música Baile de favela, do MC João, foi parodiada e a letra dizia: “Dou para a CUT pão com mortadela e para as feministas, ração na tigela, as minas de direita são as top mais belas, enquanto as de esquerda têm mais pelo que cadela.”

A Marcha da Família com Bolsonaro, na Avenida Boa Viagem, nesta manhã, contou com um homem com uma máscara do candidato na ausência de Jair Bolsonaro (PSL) no ato. O candidato está internado desde o último dia 6, quando recebeu uma facada em um ato em Juiz de Fora, em Minas Gerais. Integrantes do Vem pra Rua e líderes religiosos também compareceram.

Antes de começar o ato, cuja concentração aconteceu na frente da Padaria Boa Viagem, o trânsito ficou interrompido. As pessoas, entre elas muitas crianças, usavam roupas verdes e amarelas em alusão à bandeira do Brasil. Outras vestiam camisas com o rosto de Bolsonaro. O comércio das camisas estava intenso na orla.

A caminhada seguiu com um trio elétrico e carros de som. O personagem mascarado vestia uma faixa presidencial. Do alto do trio, as pessoas foram convidadas a cantar o Hino Nacional. Músicas de apoio ao candidato também foram acompanhadas pelas centenas de pessoas que decidiram marchar pela família nesta manhã de domingo. 

Uma delas, a música Baile de favela, do MC João, foi parodiada com letras que diziam assim: "Dou para a CUT pão com mortadela e para as feministas, ração na tigela, as minas de direita são as top mais belas, enquanto as de esquerda têm mais pelo que cadela."

Professor do Departamento de Filosofia da Universidade Federal de Pernambuco Rodrigo Jungmann disse que costuma acompanhar movimentos de apoio a Bolsonaro. "Me identifico com o pensamento conservador. A volta da esquerda à presidência do país pode ter consequências catastróficas", destacou.
Foto: Nando Chiappetta/DP

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Paulo Câmara: Não vamos desistir do Brasil e mostraremos essa resistência em Pernambuco

Na tarde desta sexta-feira, o líder socialista reuniu prefeitos, ex-prefeitos e lideranças políticas para reafirmar o compromisso com Ferna...

POSTAGENS MAIS ACESSADAS