Armando acusa PSB de perseguir motociclistas

Por: Ulysses Gadêlha
Blog da Folha

Armando Monteiro promete parcelamento de IPVA e de multas
Foto: Leo Caldas/Divulgação

Apostando numa “frequência” mais popular, o candidato a governador Armando Monteiro Neto (PTB) participou de uma carreata, neste domingo (23), em Limoeiro, se posicionando ao lado dos motociclistas e colocando a categoria contra o governador Paulo Câmara (PSB). Na ocasião, o postulante da frente “Pernambuco Vai Mudar” acusou o socialista de “perseguição aos motoqueiros”, defendeu a isenção e o parcelamento do IPVA para motos. “Não adianta ficar botando a Polícia pra recolher as motos nos depósitos. A polícia tinha que estar atrás dos bandidos”, alegou.

Durante o evento, intitulado “motocarreata”, Armando voltou a pedir uma oportunidade, alegando que Paulo já teve a dele e foi reprovado. "Paulo Câmara está me criticando porque vou tirar o IPVA das motos - e vou cumprir, porque, quando assumo compromisso, eu cumpro. A moto é uma ferramenta de trabalho. Ele critica porque não tem compromisso com os pequenos. Não adianta ficar botando a Polícia pra recolher as motos nos depósitos. A polícia tinha que estar atrás dos bandidos. Respeitamos vocês, motociclistas, e reconhecemos que vocês são importantes para Pernambuco", defendeu, reafirmando a proposta de isentar do IPVA as motos até 150 cilindradas, garantir a redução e a renegociação dos débitos e descontos no imposto para placas vermelhas (mototaxistas e motofretistas).

Presidência

Ainda sem decidir quem apoiará à Presidência da República, o petebista centrou suas críticas aos problemas do Estado. "Na saúde, vamos botar pra funcionar o que existe. É muito ruim ver que o governador fica prometendo novos hospitais, quando tem algumas unidades e UPAs prontas, mas o mato está comendo e ele não bota pra funcionar. É triste saber que atrasam os salários dos terceirizados da saúde, saber que ele prometeu dobrar os salários dos professores e não cumpriu. Esse governo é bom de promessa, mas ruim de entregas. É o governo das mentiras e das mistificações".

Armando percorreu Limoeiro acompanhado dos deputados Ricardo Teobaldo (federal) e José Humberto Cavalcanti (estadual), além dos ex-prefeitos de Limoeiro Thiago Cavalcanti e José Arthur Cavalcanti, Silvestre, de Passira, e Nado Coutinho, de Nazaré da Mata. O candidato ainda aproveitou a ocasião para criticar "fakes news" durante a campanha. "Quando eles sabem que a nossa candidatura está crescendo e agora é a hora da virada, eles apelam pra baixaria e para os ataques à minha família, mas o povo de Pernambuco vai dar uma resposta no dia 7 de outubro porque já percebeu que, se não mudar, fica tudo como está", concluiu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A propaganda para virar o jogo

Haroldo Lima*  Este jogo está sendo ganho na base da enganação, do grito, e para virá-lo será necessário desnudar o Bolsonaro, m...

POSTAGENS MAIS ACESSADAS